IGUALDADE DE GÉNERO, ANO DE 2013 EM REVISÃO por clara castilho

9349741_b7nUl

Com a adopção de um histórico acordo para acabar com a violência contra as mulheres através de uma campanha, expondo o âmbito do sexismo on-line, mostram-se algumas conquistas de igualdade de género.

Em Janeiro, a Índia mobilizou-se à volta da violação das mulheres. Após o estupro brutal e subsequente morte de uma mulher de 23 anos em Nova Deli, na Índia, a Comissão de Justiça Verma foi formada para reforçar as leis anti-estupro na nação. Um mês e 80.000 recomendações mais tarde, a Comissão emitiu um relatório inovador detalhando alterações à lei penal, algumas das quais foram adoptados alguns meses mais tarde.

estudantes indiannas

Também no mesmo mês, no Quirguistão as penas para o sequestro das noivas foram aumentadas. A prática era ilegal desde 1994, mas ainda amplamente praticada. A pena para tais crimes passou de três anos no código penal original para 10 anos.

Em Março, artistas e músicos, mulheres e homens, de mais de 20 países uniram-se para uma gravação da canção do tema das mulheres das Nações Unidas “Uma mulher”, reunindo todos os cidadãos para alcançar a igualdade de género e os direitos das mulheres em todo o lado.

Em Abril, a Nova Zelândia torna-se um dos vários países (Brasil, França e Uruguai, entre outros) a legalizar o casamento homossexual, elevando o número total de países a garantir esses direitos para mais de uma dúzia de países. Holanda foi o primeiro país a fazê-lo em 2001.

1 Comment

  1. Obrigada, brava Clara Castilho, por manter-nos informados sobre esses avanços e conquistas da luta pela igualdade de gêneros. E obrigada por nos mostrar essas belas mulheres de tão diferentes etnia, unidas numa canção tão bonita e oportuna.
    abraço solidário da Rachel Gutiérrez.

Leave a Reply