MALABAR – UMA REGIÃO NA COSTA OCIDENTAL DA ÍNDIA – por João Machado

Autor: User:Planemad Obrigado a Wikimedia Commons
A costa do Malabar
Autor: User:Planemad
Obrigado a Wikimedia Commons

Foi no Malabar que Vasco da Gama, em 1498, atingiu a Índia. O Malabar consiste numa faixa costeira de cerca de 900 quilómetros que se  estende ao longo da costa ocidental do subcontinente indiano, desde Goa, a norte, até Kanyakumari, a sul, junto ao Cabo Comorim. Este faixa situa-se entre o Mar Arábico e a cordilheira dos Gates Ocidentais, e  a sua largura é variável, entre poucos quilómetros nalguns locais, até mais de cem, noutros. A inclinação dos montes é bastante abrupta em muitos locais, e a barreira que estes formam isola o Malabar do resto da Índia, e está na origem das grandes  chuvas que ocorrem durante a monção húmida. A região estende-se pelos estados da União Indiana, de Karnatakata, Kerala e Tamil Nadu. O clima é tropical húmido, a população densa, havendo várias cidades e portos costeiros. Kozhikode, a antiga Calecute, tem hoje em dia mais de dois milhões de habitantes. Como referência, refira-se que o estado de Kerala, praticamente todo incluído na Costa do Malabar, tem cerca de 39000 quilómetros quadrados e mais de 33 milhões de habitantes. É um dos estados mais desenvolvidos da União Indiana. A agricultura e a pesca são muito intensas.

Um arrozal em Kerala
Um arrozal em Keral
Obrigado à Wikipedia

Malabar, na língua malayalam, significa algo como “região de colinas”. A ocupação humana é muito antiga e as relações com outras partes do mundo remontam a tempos imemoriais. Encontraram-se indícios de relações comerciais, respeitantes à exportação de especiarias, desde o tempo dos sumérios. Não terá sido por acaso que os portugueses ali foram ter e montaram as suas feitorias. Duarte Barbosa, escrivão na feitoria portuguesa de Cananor, em 1516, dedica grande parte do seu Livro do Que Viu e Ouviu no Oriente, a descrever a terra e as gentes do Malabar.

Gama_armada_in_India,_1502 - Walrasjad
Rota da armada de Vasco da Gama na Índia – viagem de 1502
Obrigado a Walrasjad e à Wikipedia
Nota – o Livro do Que Viu e Ouviu no Oriente Duarte Barbosa foi editado pelas Publicações Alfa, na Biblioteca da Expansão Portuguesa, em 1989, com direcção e comentário de Luís de Albuquerque.

1 Comment

  1. Estou a escrever as memorias da minha vida de imigrante em frança e falo precisamente da costa do malabar
    pensa o senhor que tem interesse em divulgar
    José Verissimo

Leave a Reply