ASSOCIAÇÃO PROJECTO RAIA ALENTEJANA – por Luís Lobato de Faria e Eunice Gomes

Imagem4

A Raia Alentejana

A Raia Alentejana é a fronteira entre Portugal e Espanha nos Distritos de Portalegre, Évora e Beja. Segundo os Censos de 2011 existem na Raia Alentejana 155 816 habitantes distribuidos por 8 157 Km2. A densidade populacional de Portugal é de 114 habitantes por km2, aqui existem 19 habitantes por km2, o que significa 1.5% da população num território que representa 8.8% do país. Pouca gente povoando um território imenso, gerações de lutadores na fronteira de Portugal.

Longe das grandes cidades ficou um património intocado, vestígios de povoados pré-históricos e dos seus monumentos em pedra, fortificações e templos dos vários povos que conquistaram e defenderam estas terras a que chamaram suas. Da mistura de todos os que por aqui ficaram resulta uma identidade cultural única que é mantida pelos raianos, nos seus costumes e tradições, no seu artesanato e gastronomia, na arquitectura e no falar, mas principalmente na sua relação com a terra.

Para as gentes da Raia a família, os vizinhos e a terra são o mais importante. Os ritmos são os do campo, das estações, do semear e de colher. Todos têm a sua horta e os seus animais, sempre dispostos a ajudar, a dar uma couve, umas laranjas ou um dedo de conversa.

A APRA

O objectivo deste Projecto é preservar e divulgar a identidade cultural da Raia Alentejana fomentando a economia através do Turismo. Temos em mãos uma luta contra a desertificação do interior, uma luta contra o tempo pois é nos mais velhos que reside o saber de gerações, aquilo que faz de nós portugueses.

É necessário definir a Raia Alentejana como um espaço interior fronteiriço, uma zona cultural de características próprias, destacando-a dentro do próprio Alentejo como destino turístico de património único. Para tal temos que ultrapassar as barreiras administrativas e reunir os vários Concelhos que integram a Raia Alentejana no objectivo de construir uma Marca comum. Esta Marca é a Raia Alentejana, uma região cultural autêntica e destino obrigatório de quem procura um Turismo Cultural de qualidade. Temos que tirar partido deste momento em que o Turismo se revela fundamental como dinamizador económico.

A união de esforços e iniciativas entre a Raia Alentejana e a Raya Extremeña é já uma realidade consequência da proximidade geográfica e cultural. Madrid e Lisboa estão longe, temos que construir uma Raia-Raya em volta de um recurso que é o Alqueva.

Esperamos trazer cada vez mais gente, ciberturistas, turistas nacionais e estrangeiros, investigadores, reformados, descendentes de raianos, quem visita e gosta talvez por cá queira viver, temos assim novos povoadores. É vital dinamizar a economia através do Turismo, mas mais importante é motivar as gentes da Raia para não emigrarem nem perderem a esperança.

Actividades da APRA

A APRA já realizou mais de 50 eventos, entre visitas guiadas, passeios, valorização de património, estes eventos têm periodicidade semanal, por vezes dois por semana, já reuniram mais de 1000 pessoas, muitos milhares mais acompanharam pela Internet. Estamos em contacto com vários grupos culturais e de caminheiros que nos acompanham frequentemente. O jornal espanhol Hoy publicita os nossos eventos na sua versão digital, o que nos deixa muito felizes e traz muitos amigos de Espanha. Amigos que vieram passear connosco, são agora embaixadores da raia alentejana, e realizam eventos nos seus concelhos, por exemplo em Vila Viçosa, Borba, Olivença e Cheles. Eventos regulares são essenciais para a criação de uma zona turística que vai sendo conhecida pela sua Identidade Cultural única e espectacular beleza.

Imagem1

Foto de Paulo Caldeira

– Criação de Rotas, já percorremos milhares de kms por caminhos rurais para construir dezenas de rotas pelos vários Concelhos da Raia Alentejana. Rotas pedestres que podem ser feitas de bicicleta ou cavalo. Estas rotas são temáticas e tentam passar por Aldeias e Vilas, trazendo movimento e motivando a população local. Estas rotas são essenciais para conhecer a Identidade Cultural e passam sempre por pontos de interesse. Estes fazem parte da nossa carta Patrimonial e são valorizados em vários eventos. Destacamos a Super Rota ao longo do Rio Lucefécit com quase 100 Kms que passa por dezenas de pontos de interesse, estamos a realizar eventos por etapas ao longo desta rota. Estamos a trabalhar em grupo com outras Associações e pensamos criar uma rota que ligue a raia à costa vicentina, estas ligações com outras zonas são essências, Espanha é o próximo objectivo. As Rotas são essenciais para prolongar a estadia dos visitantes na Raia Alentejana, para alcançar nichos do mercado, para que o visitante sinta interesse em voltar e abordar um ângulo diferente.

A APRA está a apoiar o projecto Visit Alqueva, este projecto pretende fornecer conteúdos, logística e Know How, trabalhando em rede com vários parceiros, em nuvem de informação, criando uma Região turística transfronteiriça que aposte no Turismo Cultural. A APRA fornece pontos de interesse, rotas e formação que podem ser usados pelos vários agentes culturais. Já temos Empresas espanholas e portuguesas a explorar rotas e pacotes. O Alqueva enquadra-se na região da Raia e é muito mais que um lago.

Cartão Raia-Alqueva, estamos a criar um cartão que permita aos nossos associados terem descontos na Hospitalidade ou outros negócios que queiram participar. Já temos associados de várias nacionalidades, Portugueses, Espanhóis, Holandeses, Ingleses.

Divulgação, tudo o que fazemos é colocado em suportes virtuais e divulgado na internet, isto tem despertado interesses vários, de investigadores ou interessados, nos vários temas que desenvolvemos, destaco os Caminhos-de-ferro agora abandonados, o Contrabando, a Etnografia, entre outros. Um trabalho diário mas que tem resultados muito satisfatórios, na troca de informação, no despertar do interesse na riqueza e beleza da nossa região.

Prospecção e Divulgação do Jogo do Alquerque, este Jogo de tabuleiro encontra-se gravado em vários monumentos mas numa geração ficou esquecido, isto vem mostrar o quão urgente é preservar a nossa Identidade Cultural.

Museu Virtual de Artes e Ofícios Inácio José Melrinho, o facto de vivermos numa aldeia do interior abriu-nos a porta para um novo mundo, um mundo de artes e saberes que infelizmente vai desaparecendo. O Sr. Melrinho juntou o longo da sua vida mais de 600 objectos Etnográficos, não tendo um espaço para fazer um Museu surgiu a ideia do Museu Virtual.

Centro de Documentação da Raia Alentejana, aqui reunimos todas as publicações dos Municípios da Raia Alentejana ou outras publicações que tenham informação pertinente para o estudo da Raia.

Carta Patrimonial da Raia Alentejana, aqui reunimos a informação sobre Identidade Cultural da raia, este património é visitado, fotografado, valorizado, estudado e divulgado.

Centro de Estudos Origem do Conflito e História Militar, temos reunido uma vasta bibliografia sobre este tema que tem toda a pertinência na fronteira milenar em que vivemos, as fortificações de vários períodos estão por todo o lado aqui na raia.

Leave a Reply