SÁBADO, NA CASA DE TEATRO EM SINTRA: “O DIÁRIO DOS IMPERFEITOS”

 

“O Diário dos Imperfeitos” é o espectáculo que será apresentado na Casa de Teatro em Sintra, no dia 11 de Outubro, às 21h30.

 A partir da obra homónima de João Morgado, a qual explora a complexidade das relações humanas, sentidos e emoções das personagens e do público, a peça é uma produção da ASTA- Associação de Teatro e outras Artes (Covilhã) com encenação e dramaturgia de Marco Ferreira.

Este trabalho integra-se na parceria de intercâmbio de acolhimento existente entre a Companhia de Teatro de Sintra / Chão de Oliva e a ASTA.

 1472728_758079867542518_54066115_n

A Casa de Teatro visa promover a Cultura a nível nacional e internacional, através das artes performativas, sem esquecer o envolvimento da sociedade e o cariz social que que compete às artes, principalmente ao teatro

 A ASTA – Associação de Teatro e Outras Artes –  busca a sua identidade numa cultura transdisciplinar que engloba todas as artes como iguais e como expressão da sensibilidade humana. É uma companhia profissional num contexto sociocultural do interior do país.

 Sinopse:

AMOR, é o nome civilizado que damos ao desejo.

Desejo é um corpo, amor é uma palavra.

Sabemos o que o amor não é, mas nunca saberemos ao certo o que é.

Todos somos imperfeitos no amor. Para o amor estamos sempre atrasados!

Os perfeitos são uma superfície lisa por onde escorregamos e caímos… Perfeitas são as pessoas que ainda não conhecemos. Na vida real somos todos imperfeitos. Quando desconhecemos as imperfeições de alguém, desconhecemos esse alguém e ficamos impedidos de amar.

O amor é a maior imperfeição humana.

Temos de ser felizes por um instante.

Afinal para que serve o amor, se a vida não passa de um instante?

Um fugaz instante…

Ficha técnica:

Produção: ASTA

Encenação e dramaturgia: Marco Ferreira (a partir da obra homónima de João Morgado)

Interpretação: Carmo Teixeira, Graça Faustino, José Meira, Sergio Novo

Espaço cénico e vídeo: Marco Ferreira

Figurinos e cenografia: ASTA

Construção de cenografia: João Cantador

Concepção Sonora: Gabriel de Almeida (Gabi)

Desenho de luz: Marco Ferreira

Design gráfico e fotografia: Sérgio Novo

Montagem e operação técnica: João Cantador

Esta criação foi iniciada em residência artística na Casa Grande da Barroca do Zêzere.

Agradecimentos: Sr. Santarém, Rui Garcia, RECIASCENSÃO – reciclagem de sucatas, lda, Álvaro Ascenção, Moagem – Miguel Rainha, Pinus Verde, Rita Carrilho

Morada: Rua Veiga da Cunha nº20 – 2710-627 Sintra.  Telefone: 21 923 3719

http://www.chaodeoliva.com/

Leave a Reply