No Palácio Foz dia 29 de Abril às 18,00 Recital de canto e piano por José Corvelo e Amélia Iliescu

 No Palácio Foz – Sala dos Espelhos – dia 29 de Abril às 18,00

Recital de canto e piano por José Corvelo e Amélia Iliescu

palácio foz

 

PROGRAMA
Martini – Plaisir d’amour

Gluck – O del mio dolce ardor

W. A. Mozart– Tema com variações sobre um Minueto de Duport, KV 573

Fr. Chopin– Ballade op. 23, nº 1

Schubert:
Wohin?
Danksagung an den Bach
Gute Nacht
Der Lindenbaum
Der Leiermann
Liebesbotschaft
Ständchen
Die Taubenpost

José Corvelo – barítono
Amélia Iliescu – piano

José Corvelo
Natural da Ilha das Flores – Açores.
É licenciado pela Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo onde integrou a classe do Professor José de Oliveira Lopes. Foi-lhe atribuído o prémio Eng. António de Almeida pela Fundação com o mesmo nome, que distingue os melhores alunos finalistas das Universidades Portuenses. Mestre pela Universidade de Aveiro. Participou em “masterclasses” com Oliveira Lopes, Fernanda Correia, Rudolf Knoll, Lamara Chkónia, Liliana Bizineche, Enza Ferrari, Jorge Vaz de Carvalho, Francisco Lázaro, Ambra Vespasiani, Ettore Nova e Daniel Muñoz.Foi solista nas principais obras coral-sinfónicas e em inúmeras óperas tendo interpretado vários papéis principais como: Figaro e Conde (Le Nozze di Figaro) Leporello (Don Giovanni), Escamillo (Carmen) e D.Bartolo (Il barbiere di Siviglia), Alfio (Cavalleria Rusticana), Tonio (Pagliacci), Sharpless (Madama Butterfly), Dulcamara (L’Elisir d’amore), Smirnov (The Bear) entre muitos outros. Tem participado em diversas estreias mundiais de várias óperas, nomeadamente “A Floresta” de E. Carrapatoso, numa co-produção Teatro Nacional de São Carlos/Teatro São Luiz e “Banksters” de Nuno Corte-Real, numa produção do TNSC. Gravou em DVD, para a Casa da Música, com a Orquestra Nacional do Porto, a obra: “O lobo Diogo e o mosquito Valentim” de E. Carrapatoso.Recentemente participou, como actor/cantor, no filme de Michael Sturminger “The Casanova Variations”.Foi dirigido pelos maestros Osvaldo Ferreira, Paulo Martins, Ferreira Lobo, Rafael Montes Gómez, Jaroslav Mikus, Filipe Sá, Vítor Matos, Jan Wierzba, Paulo Silva, José Ricardo Freitas, Felipe Nabuco-Silvestre, A. Vidal, Silvio Cortez, Antº Sérgio Ferreira, Manuel Ivo Cruz, Gunther Arglebe, Virgílio Caseiro, Rui Massena, António V. Lourenço, Christopher Bochmann, J. Reynolds, Leonardo de Barros, Félix Carrasco, Marco Belluzi, Stephen Darlington, António Carrilho, César Viana, José Eduardo Gomes, Cesário Costa, Roberto Pérez, João Paulo Santos, Emílio de César, Esteve Nabona, Enrico Dovico, Gregor Bühl, Marko Letonja, Zsolt Hamar, Nicola Giusti, Martin André, Nikša Bareza, Roberto Manfredini, Lawrence Renes, Giovanni Andreoli, Reynald Giovaninetti, Johannes Willig e Marc Tardue, entre outros.

Amelia Iliescu
A pianista Amelia Olivia Iliescu nasceu na Roménia a 24 de Dezembro, 1984. Estudou piano na Escola de Artes ”Marin Sorescu” de Craiova e continuou os estudos na Universidade Nacional de Música de Bucarest, onde concluiu a Licenciatura em Interpretação Musical – Especialização em Piano, na classe de piano da professora Dana Borsan. Durante os estudos na faculdade (2004-2008), formou-se também em outras disciplinas, entre as quais: Música de câmara, Acompanhamento, Formação Profissional em Pedagogia de ensino, Formas de Musica e de Composição, História da Musica, Psicologia, Sociologia, Administração.Em 2010, concluiu o Mestrado em Artes, Interpretação Musical – Especialização em Piano e Música de Camara, na mesma instituição.
Participou em vários masterclasses em Itália, Polonia, Bélgica, Roménia e obteve numerosos prémios em competições de piano nacionais e internacionais e o Grau de excelência.Teve recitais na Roménia, França, Polonia, Bélgica, Portugal. Como pianista, abordou repertório do estilo pré-clássico até ao repertório moderno e contemporâneo.Atualmente é professora de piano e acompanhadora no Conservatório do Vale do Sousa e na Academia de Música SFV de Vizela, desde 1 de Setembro de 2012.Tem escrito vários artigos e trabalhos em seminários científicos (a mais recente participação em Maio, 2014) e revistas de especialidade.

 Entrada Livre

Leave a Reply