DEZ LITERATURAS, DEZ ESPAÇOS, UMA NOITE ÚNICA, NO PRINCÍPE REAL, DIA 6 DE JUNHO, ENTRE AS 18 E AS 23 H

A 3ª edição da Noite da Literatura Europeia tem lugar a 6 de Junho, no Príncipe Real, para festejar, em plenas Festas de Lisboa, a literatura europeia, com um serão literário criativo e invulgar aberto a todos os amantes das letras e a todas as pessoas que queiram descobrir, através das palavras, os escritores que marcam a contemporaneidade europeia.

6.6 noite europeia
Durante 5 horas, das 18h às 23h deste sábado, vão ter lugar várias sessões de leitura de obras de 10 escritores europeus que, na sua maioria, estarão presentes ao longo do evento. As leituras, de entrada livre e com uma duração entre 10 e 15 minutos, repetem-se de meia em meia hora, para que o público possa visitar todos os espaços e assistir a todas as sessões programadas.

Este ano, a Noite da Literatura Europeia apresenta obras entre as quais figuram Na margem, de Rafael Chirbes, considerado o melhor romance espanhol de 2013 e vencedor do Premio Nacional de Narrativa e do Premio de la Crítica, que começa com a descoberta de um cadáver, O Meu Irmão, de Afonso Reis Cabral, vencedor do Prémio LeYa 2014 por unanimidade, que narra a história de Miguel, de 40 anos, que assume a responsabilidade pelo seu irmão que nasceu com síndrome de Down, e Judas beijava maravilhosamente, de Maira Papathanasopoulou, best seller com mais de 400.000 exemplares vendidos na Grécia, que explora as relações amorosas em todas as suas dimensões.

Há ainda lugar para histórias sobre a luta pela sobrevivência, em 3000 Euros, de Thomas Melle (Alemanha), uma crítica feroz ao sistema bancário capitalista em Os contratos do comerciante de Elfriede Jelinek (Áustria), conspirações que abalam a juventude como em Vermelho como o sangue de Salla Simukka (Finlândia), uma viagem ao tempo das princesas francesas do século XVIII em A Troca das Princesas de Chantal Thomas (França), experiências em momentos de rutura com as nossas referências, em Dez minutos por dia de Chiara Gamberale (Itália). Por fim, dois momentos dedicados à poesia com Amiga, de Simona Racková (República Checa), um quase-diário em verso livre inspirado no universo feminino e uma seleção de poemas de Ion Es. Pop (Roménia), cuja poesia é descrita como “(…) uma geografia hipnótica da morte viva e da agonia enquanto vivência substancial. Um mapa do sofrimento expiatório de uma beleza única (…)”.

Os excertos das obras destes escritores serão lidos por atores portugueses em espaços como a Padaria São Roque, o Miradouro São Pedro de Alcântara, a Sala do Brasão do Museu de São Roque ou ainda o Palácio dos Condes de Ceia – Reitoria da Universidade Aberta, entre outros. Ao todo, participam no evento 15 atores, dos quais se destacam Mónica Calle, Rita Brütt e Ângelo Torres.

A Noite da Literatura Europeia é uma iniciativa organizada pela EUNIC Portugal, uma rede de institutos culturais e embaixadas, e pela Representação da Comissão Europeia em Portugal.

Mais informação sobre o evento em www.noitedaliteraturaeuropeia.pt

Leave a Reply