E HOLLANDE REPÕE O SERVIÇO MILITAR – CONTRA O DESEMPREGO, O UNIFORME – AFP

Falareconomia1

Selecção e tradução de Júlio Marques Mota

mapa_franca E Hollande repõe o serviço militar -Contra o desemprego, o uniforme

AFP, Et Hollande restaura le service militaire –  Contre le chômage, l’uniforme

Revista Causeur,  28 Abril   de 2015

 

Alençon (AFP) – François Hollande anunciou na segunda-feira, em  Alençon,  a criação na  metrópole de sete centros “do serviço militar voluntário”, um novo dispositivo de inserção profissional de jovens em grande dificuldade largamente inspirado de um modelo desenvolvido desde há  décadas no ultramar.

“Haverá três centros de serviço militar voluntário a partir deste ano que acolherão 1.000 jovens”, em  Montigny-lès-Metz (Mosela), Brétigny-sur-Orge (Essonne) e “no Sul da França a partir de Janeiro de 2016”, declarou François Hollande, precisando que quatro outros centros serão criados no ano próximo.

Hollande - serviço militar

Estes sete centros do SMV poderão acolher no total “2000 jovens”, precisaram aquando de uma visita a um estabelecimento público de inserção da Defesa (Epide) em  Alençon, quase vinte anos depois da  supressão do recrutamento por Jacques Chirac.

“Confrontamo-nos com  um desemprego elevado, demasiado elevado e devemos bater-nos dia após dia de modo que possamos criar mais de empregos possíveis”, sublinhou  o chefe do Estado, conectando: “quando  um  país não é um capaz de oferecer à juventude uma esperança, este país não tem futuro. ”

Alguns instantes depois, o ministério do Trabalho anunciava um novo aumento de desemprego, que tem atingido um recorde histórico em Março, com 3,51 milhões de pessoas à procura  de emprego, ou seja 15.400 (+0,4%) mais que em Fevereiro.

Contrariamente aos meses precedentes, a situação dos jovens degradou-se fortemente também em Março (+1,0% sem nenhuma actividade), apesar dos numerosos dispositivos que lhes são destinados: empregos de futuro, contratos de geração, de Garantia jovens, contratos ajudados…

Criados  sobre o modelo “do serviço militar adaptado” (SMA), desenvolvido a partir de 1961 no ultramar, os centros do SMV, que ficarão sob a alçada do Ministério da Defesa, receberão  jovens dos  18 aos  25 anos para lhes oferecer formações profissionais ligadas às necessidades das bacias de empregos locais ou “aos sectores em tensão” à escala nacional, como a hotelaria e as grandes Obras públicas .

Com cama, mesa e roupa lavada, estes jovens utilizarão o uniforme, enquadrados por militares durante os 6 a  12 meses da sua formação conduzidas em parceria com grandes empresas públicas ou privadas como a SNCF

– A nossa vitória, o seu sucesso  –

François Hollande confirmou, aliás,  a sua decisão de levar até  3.500 à 4.500 por ano o número de jovens acolhidos no Epide, que dependem eles do Ministério da Cidade apesar do seu nome. “Dois outros Epide serão  criados no Sul da França porque é aí que existem as grandes  necessidades ”, que se adicionam assim  aos 18 centros existentes, anunciou Hollande

A juventude é “a única causa que valha”, lançou o chefe do Estado aquando de uma mesa redonda com voluntários procedentes destas formações, sublinhando que “dado que a juventude será o nosso futuro, deve ser então a nossa prioridade”.

O SMA acolheu do 5660 jovem em 2014 no ultramar. À saída deste serviço voluntário, cerca dos três quartos dentre eles “foram inseridos” na vida activa, enquanto que no início da sua formação, pelo menos 30% estavam na situação de analfabetismo e 60% não tinham o seu diploma  nono ano de escolaridade.

Quanto ao Epide, estes visam a ajudar os 18-25 anos saídos do sistema escolar sem diploma nem qualificação a reencontrar um projecto profissional, com formações e uma imersão em empresa durante 6 e 12 meses.

No verão 2014, o presidente a Holanda tinha visitado durante várias horas o batalhão do SMA de Mayotte, cuja divisa proclama orgulhosamente: “a nossa vitória, o seu sucesso

O enquadramento militar tinha então insistido sobre a especificidade destas estruturas, que conjugam a formação profissional com uma procura de melhoria do   nível escolar e uma educação “ao saber-estar ”, , (pontualidade, cortesia, civismo etc.).

François Hollande visitará uma instalação similar em Guadalupe aquando de uma visita pelas  Antilhas no princípio de maio.

AFP-Revista Causeur, Et Hollande restaura le service militaire-Contre le chômage, l’uniforme.

Texto disponível em : http://www.causeur.fr/service-militaire-volontaire-hollande-32571.html

 

*Photo : ©afp.com / Sebastien Bozon

1 Comment

Leave a Reply