V FESTIVAL INTERNACIONAL DE POLIFONIA PORTUGUESA, DE 2 A 12 DE JULHO EM VÁRIOS LOCAIS DO PAÍS

A Fundação Cupertino de Miranda vai realizar, pelo 5º ano consecutivo, o Festival Internacional de Polifonia Portuguesa (FIPP), com a participação da Cappella Musical Cupertino de Miranda e de dois importantes nomes da música internacional, Juan Carlos Rivera (violinista) e Maurizio Croci (organista), realizando uma sucessão de 8 concertos, 8 visitas guiadas, 1 seminário e 1 sermão – todos com entrada gratuita.

v0hhqsvlmtpkwabshdwq4ai5qy2

Este Festival prossegue a divulgação do reportório da Polifonia Portuguesa, nomeadamente dos séculos XVI e XVII. Nesta 5ª edição, o FIPP expande a sua programação a Coimbra, que passa também a ser palco deste Festival, com concerto e visita guiada na Igreja de Santa Cruz, Panteão Nacional. Passará, ainda, por Vila Nova de Famalicão (Igreja de Santa Maria de Landim), Braga (Igreja do Bom Jesus, Igreja do Mosteiro de Tibães e Igreja de São Victor), Amarante (Igreja de São Gonçalo) e Porto (Igreja de São Francisco e Igreja de São Lourenço).

Incluímos na programação um seminário com especialistas da área da música e da arquitetura barroca, a realizar na Reitoria da Universidade do Porto, intitulado “O Barroco e a Polifonia em Portugal”. Conta com a participação de Nuno Vassallo e Silva, José Abreu, José Manuel Tedim e Luís Toscano.

No dia 10 de julho, na Igreja de São Lourenço (também conhecida por Igreja dos Grilos) o ator Luís Miguel Cintra declamará Sermões do Padre António Vieira.

Nesta 5ª edição do FIPP, a Cappella Musical Cupertino de Miranda apresenta uma seleção de composições de músicos portugueses de projeção internacional, com especial ênfase no grande músico português Duarte Lobo, que comemora este ano os seus prováveis 450 anos. Neste contexto, será ainda apresentado o livro Opuscula, 1602, edição crítica de José Abreu.

Sob a direção artística de Luís Toscano, a programação incluirá obras de Duarte Lobo (c.1565-1646), Manuel Cardoso (1566-1650), Manuel Mendes (c.1547-1605), Estêvão de Brito (c.1575-1641), Filipe de Magalhães (c.1571-1652), entre outros.

Nos concertos partilhados com Juan Carlos Rivera e Maurizio Croci serão apresentadas obras especialmente preparadas em conjunto para este Festival.

À semelhança dos anos anteriores será editado um livro com textos sobre a polifonia portuguesa e com informação sobre os monumentos onde se realizam os concertos.

PROGRAMA

02 JULHO
21h00 – Visita e concerto CMCM
Igreja de Santa Maria de Landim, Famalicão

03 JULHO
21h00 – Visita e concerto CMCM com Juan Carlos Rivera (vihuela)
Igreja de São Francisco, Porto

04 JULHO
21h00 – Visita e concerto CMCM com Juan Carlos Rivera (vihuela)
Igreja do Bom Jesus, Braga

05 JULHO
16h00 – Visita e concerto CMCM
Igreja de Santa Santa Cruz, Coimbra

09 JULHO
21h00 – Visita e concerto CMCM
Igreja de São Victor, Braga

10 JULHO
14h30 – Seminário “O Barroco e a Polifonia em Portugal”
Reitoria da Universidade do Porto. Seminário gratuito mas sujeito a inscrição.

10 JULHO
18h00 – Sermões Padre António Vieira por Luís Miguel Cintra
18h30 – Visita e concerto CMCM com Maurizio Croci (órgão)
Igreja de São Lourenço (Grilos), Porto

11 JULHO
21h30 – Visita e concerto CMCM com Maurizio Croci (órgão)
Igreja de São Gonçalo, Amarante

12 JULHO
18h00 – Visita e concerto CMCM
Igreja de São Martinho de Tibães, Braga

Coordenação Marlene Oliveira
Cappella Musical Cupertino de Miranda

 

Leave a Reply