PRÉMIO IMPRENSA NACIONAL-CASA DA MOEDA/VASCO GRAÇA MOURA – CANDIDATURAS DE 15 DE JULHO A 15 DE SETEMBRO

O Prémio INCM/Vasco Graça Moura, que irá distinguir, na sua primeira edição, trabalhos inéditos no domínio da Poesia, foi hoje apresentado publicamente na Biblioteca da Imprensa Nacional.

Este Prémio foi instituído pela INCM que, enquanto editora pública, dá assim continuidade à sua missão de promoção e preservação do património da língua e da cultura portuguesas, prestando homenagem à figura incontornável de Vasco Graça Moura enquanto cidadão, intelectual e antigo administrador da empresa responsável pelo pelouro editorial.

Vasco_Graca_Moura

A apresentação esteve a cargo de Rui Carp, presidente do conselho de administração da INCM, de Duarte Azinheira, director da Unidade de Publicações da empresa, e de Jorge Reis-Sá, que integra o júri do Prémio, juntamente com Pedro Mexia e José Tolentino de Mendonça, este último na qualidade de presidente.

O galardão terá uma periodicidade anual e visa distinguir obras inéditas nas áreas de actuação onde Vasco Graça Moura se destacou, nomeadamente, na Poesia, no Ensaio (área das Humanidades) e na Tradução (obras clássicas, no domínio público, também na área das Humanidades).

Entre as razões que motivaram a criação do Prémio, Rui Carp salientou o trabalho desenvolvido por Vasco Graça Moura quando integrou a administração da INCM, na década de 1980, e que originou um salto qualitativo muito grande na área editorial da empresa.

Duarte Azinheira, por sua vez, sublinhou que a INCM não concorre com os editores privados e que, enquanto editora pública, procura corrigir as falhas do mercado, nomeadamente na área da Poesia, onde actualmente existe um espaço muito reduzido para a publicação e os autores se debatem com enormes dificuldades, designadamente ao nível da distribuição.

O Prémio vai ter uma componente pecuniária de 5 mil euros, o que, de acordo com Jorge Reis-Sá, também é importante, «porque dá valor ao trabalho que as pessoas têm a escrever», salientando ainda que um dos grandes objectivos é descobrir novos talentos na Poesia portuguesa, que «é também para as pessoas lerem, por isso é que os autores a publicam».

Além do prémio pecuniário, o escritor vencedor terá a sua obra editada pela INCM, na colecção Plural, uma colecção emblemática criada por Vasco Graça Moura quando integrou a administração da empresa.

As candidaturas ao Prémio INCM/Vasco Graça Moura decorrem entre os dias 15 de Julho e 15 de Setembro. A obra vencedora e eventuais menções honrosas serão anunciadas até 30 de Setembro.

Regulamento

Leave a Reply