CRÓNICAS DO QUOTIDIANO – HÁ PARTIDOS POLÍTICOS BONS E PARTIDOS POLÍTICOS MAUS?! – por Mário de Oliveira

 

quotidiano1

Esta democracia em que temos de viver é a ditadura dos Partidos políticos. Nunca as populações crescem de dentro para fora, enquanto os partidos políticos as substituem. Querer convencer-nos de que há partidos políticos bons e partidos políticos maus é pura demagogia.Todo o poder, também o político-partidário, é mau. Quem disser o contrário é intelectualmente desonesto. Mentiroso. Ingénuo. Desde que há sociedade organizada, há poder, não hã humanidade. Humanidade e poder são duas realidades incompatíveis. Podem correr e saltar. Podem ficar furiosos comigo, por escrever-dizer estas coisas. Nem por isso deixo de ter razão. Desde o início da humanidade, que vamos de mal a pior. O poder é o Mal absoluto. Pior ainda, quando convence as populações de que é a única via de salvação para elas. Como diz Jesus, o do Evangelho de João, o poder é mentiroso e assassino. O pai da mentira. Só vem para roubar, matar, destruir. A democracia é a pior das ditaduras, porque coloca os partidos políticos no lugar das populações organizadas. Pelo andar da carruagem, não vem longe o dia em que os partidos políticos serão mais do que as mães, já que nascem mais partidos do que crianças O poder cerca-nos por todos os lados. Dia e noite. Em Portugal, na Europa, no mundo, já vomitamos pauloportas, passoscoelho, aníbalcavacosilva, jerónimodesousa, antóniocosta, ângelamerkel, françoishollande, barakobama, e um ror de outros mais pequenitos que se pelam por um lugar ao sol do poder. Têm-se por nossos salvadores. São nossos algozes. Roubam-nos a voz, a vez, a oportunidade de sermos-crescermos politicamente de dentro para fora. Impedem que nasça a Humanidade-comunhão, sororal, vasos comunicantes. O que nos é dado hoje a ver no país, na Europa, no mundo, é de vómitos. Política praticada são as populações organizadas ao modo dos vasos comunicantes. Não esta ditadura dos partidos políticos no governo ou na oposição. Desistam, por favor! Deixem-nos ser adultos, sem intermediários, nem tutores.

30 Julho 2015

 

Leave a Reply