A QUATRO MÃOS – CASTILHO & CASTILHO – 20

4maos

12274217_973922712661445_4416644197172727563_n

 

O Menino Jesus era agora dela, depois de ter sido da avó e da mãe. Fora um presente do avô para consolo pela perda de um filho, numa época em que perder filhos recém nascidos era coisa habitual e em que a religião era consolo também habitual.

De seguida será da filha mais velha e posteriormente de sua filha. Uma tradição de família, começada na primeira geração.

Na sua caminha de escamas de peixe, repousava, dentro da redoma que para ele mandara fazer.

As meninas mais jovens, suas netas, passavam por ele, com as cabeças à altura de seus olhos. Sem educação religiosa em casa, iam ouvindo o que a avó lhes dizia: uma mãe do céu, um pai do céu, o amor para repartir por todos os seres… Olhavam para o céu à procura de descobrir as personagens de que a avó falava. E a avó tinha como projecto esperar que crescessem para lhes explicar melhor. O que não aconteceu.

Leave a Reply