No Palácio Foz dia 13 de Fevereiro 2016 às 17:00 Concerto Moderno

No Palácio Foz – Sala dos Espelhos – dia 13 de Fevereiro às 17:00

Concerto Moderno

concerto moderno

O Concerto Moderno é uma orquestra de cordas formada por cerca de 20 jovens instrumentistas da área de Lisboa, com um projeto artístico sólido e ambicioso no campo da música clássica. Aborda repertórios de muitas épocas, do barroco aos nossos dias, sem ideias feitas e com vontade de descobrir novos caminhos, mesmo nas obras mais frequentemente tocadas. Em quase todos os concertos há solistas convidados – sempre músicos de reputação internacional – que podem trazer novas perspetivas e ambições sempre renovadas a este coletivo.

De Janeiro a Junho de 2012, o Concerto Moderno deu seis concertos integrados na programação do Teatro Municipal São Luiz. Em Abril de 2013, participou no Festival Terras Sem Sombra, com um concerto na Igreja Matriz de Almodôvar e fez parte do cartaz dos Dias da Música em Belém, no Centro Cultural de Belém. O Concerto Moderno atuou também em espaços como o Palácio Nacional da Ajuda, Museu Nacional de Arte Antiga, Museu Gulbenkian, o Teatro Nacional de São Carlos e o Palácio Nacional de Queluz.

Em Outubro de 2013, decorreram as gravações de três concertos de J.S.Bach, com a solista convidada Gwendolyn Masin, a serem editados em CD pelo Jornal i.

A orquestra tocou em Julho de 2014 com o violinista Teimuraz Janikashvili, no Festival Internacional de La Granja, em Espanha.

De Janeiro a Julho de 2015, o Concerto Moderno apresentou a sua temporada no Palácio Nacional da Ajuda, Teatro Municipal São Luiz e Palácio Nacional de Queluz.

Em Julho e Agosto de 2015, o Concerto Moderno participou no Festival Provençal des Orchestres de Jeunes, tocando na Catedral de Aix-en-Provence, no Palais des Eveques (Bourg de Saint Andéol) e na Abadia de Frigolet.

Tocaram com o Concerto Moderno os seguintes solistas: Otto Pereira, Duncan Fox, Gwendolyn Masin, Paulo Gaio Lima, Natalia Tchitch, Jill Lawson, Pavel Gomziakov, Carlos Marín, Daniel Garlitsky, Carla Caramujo, Iddo Bar-Shai, Miguel Jalôto, Marie Chilemme e Tomohiro Hatta.

A Direção Artística do Concerto Moderno está a cargo do maestro César Viana e da violinista Inês Saraiva. O maestro César Viana assume também funções de Direção Musical.

concerto moderno 1

Lev Vinocour nasceu em São Petersburgo e estudou no Conservatório de Moscovo. Despertou a atenção do público e da crítica após vencer vários concursos internacionais e, desde então, apresenta-se como solista com diversas formações.

Em 1993 veio para a Europa, prosseguir os seus estudos de Piano como bolseiro da Royal Northern College of Music em Manchester, no Reino Unido. Daí, prosseguiu para Itália, para estudar com o pedagogo Karl-Ulrich Schnabel na conceituada Fondazione Internazionale per il Pianoforte. A sua estreia como pianista aconteceu aos 13 anos, com a Filarmónica de Leningrado, sob direção do maestro Evgeny Mravinsky. Recentemente, tocou sob a batuta de Semyon Bychkov, Libor Pesek, Vladimir Fedoseyev, Markus Stenz and Eliahu Inbal.

Em 1996 foi viver para a Alemanha e trabalha regularmente com a Radio Symphony  Orchestrade Colónia, com a Czech Philharmonic Prague e com a Tchaikovsky Symphony Orchestra. 

É presença assídua na maioria dos festivais germânicos e em festivais europeus – Schleswig-Holstein-Musikfestival, MDR – Musiksommer, Rheingau-Festival, Schubertiade, Festival Van Vlaaderen, Settimani Musicali di Ancona, entre outros.

Como músico de câmara, toca com o Tokyo String Quartet. As suas performances como solista e os seus recitais a solo ou em formação de câmara são transmitidos mundialmente na rádio e na televisão.

Nos anos 90 gravou As Estações de Tchaikovsky (parte das Transcrições completas para Piano feitas por Prokofiev) e obras de Johann Strauss II.

Em 2003, o cd triplo com os Estudos de Schumann ganhou o Preis der deutschen Schallplattenkritik.

Montou um ciclo de 14 concertos dedicados a Liszt, cada um com reportório próprio, ao longo de 14 semanas em Weimar (2005).

Sob carimbo da Sony/ RCA Red Seal, Lev Vinocour gravou com a Vienna Radio Symphony Orchestra a obra completa de Schumann para Piano e Orquestra em 2010, para celebrar os 200 anos do nascimento do compositor.

Na última década, o pianista tem dedicado o seu tempo à obra de Tchaikovsky, quer com concertos, quer com gravações. Um dos projetos é uma colaboração conjunta das Science Academies alemã e russa, chamada Schott’s New Edition of the Complete Works of Peter Tchaikovsky.

Em 2011, Lev Vinocour participa no telefilme Franz Liszt. The final years, onde interpreta o papel do compositor, sob a direção do maestro Guenther Klein. Mais projetos televisivos se seguiram, nomeadamente Sonata for two, uma transmissão semanal no canal 3sat, criada especialmente para o pianista. Aqui são seguidas as pisadas dos grandes compositores, e comentados factos curiosos.

*Entrada: 7,00 €

Bilhetes à venda na Escola de Música do Colégio Moderno apartir de 1 de Fevereiro, no seguinte horário: segunda a sexta, das 12h às 19h.

No dia do concerto, serão vendidos a partir das 14h, na portaria do Palácio.

7,00 €*

Leave a Reply