JÁ NÃO SAI TINTA DAS CANETAS por Luísa Lobão Moniz

olhem para  mim

Já não sai tinta das canetas.

A tinta secou e em vez de tinta saem gritos e lágrimas.

O Dia da Criança é quando nós queremos, por isso os países adoptaram os dias  que mais lhes convêm: 1 de Junho (Portugal, Moçambique), 12 de Maio (Brasil) 16 de Junho (Dia da Criança Africana)…

Dias Internacionais, Mundiais da Criança há muitos pelo mundo.

E ao contrário do que fazem pensar às nossas Crianças, este Dia, tenha a data que tiver, não é um dia de Festa e de prendas.

Hoje é dia da Criança por isso “ganhei” um brinquedo.

Hoje, apesar de ser o Dia da Criança perdi-me dos meus pais quando fugíamos da guerra na Síria.

Hoje, apesar de ser o Dia da Criança ando perdido, sujo e com fome pelas ruas e pelos edifícios destruídos pela guerra ou por um terramoto.

Hoje apesar de ser o Dia da Criança tenho fome, frio e medo.

Hoje apesar de ser o Dia da Criança, não vou à escola, não sei ler nem escrever.

Hoje apesar de ser o Dia da Criança estou doente e não tenho médico para me tratar.

Hoje apesar de ser o Dia da Criança muitas crianças foram raptadas, vendidas, exploradas…

Hoje apesar de ser o Dia da Criança muitas crianças foram maltratadas e negligenciadas.

Nós, em Portugal, celebramos o Dia da Criança a 1 de Junho, ficamos contentes quando vemos crianças felizes com as suas prendas nas mãos, então se for na Feira do Livro vem-nos ao pensamento “oxalá esta Criança seja um adulto solidário”..

Já não sai tinta das canetas. A tinta secou e em vez de tinta saem gritos e lágrimas.

Independentemente da data, o dia da Criança nasceu porque milhares delas foram maltratadas, mortas, exploradas, de tal forma que a sociedade se viu na obrigação de ter um Dia em que estas crianças, vítimas da violência, fossem homenageadas e lembradas para que a exploração não se repita.

Em 16 de junho de 1976, os estudantes  negros de Soweto, bairro negro de Joanesburgo, África do Sul, saíram à rua para protestar contra a minoria branca, os Afrikaners, conhecidos como os “opressores brancos”,

A polícia reprimiu a manifestação estudantil e centenas de crianças e adolescentes foram mortos violentamente.

O Dia Mundial da Criança é dia de reflexão sobre os Direitos das Crianças, que continuam a passar fome, mesmo nos países desenvolvidos. A Unicef revelou que há 30 milhões de crianças em extrema dificuldade, nos países ditos desenvolvidos.

As Crianças continuam a ser vítimas, continuam a ser um dos membros mais frágeis da sociedade, seja ela altamente tecnológica ou palco de guerra.

50 anos ainda não foram suficientes para colmatar estas situações.

Quanto mais tempo será necessário para que todas as Crianças possam sorrir?

Para que as Crianças possam sorrir sem “ganharem” a tal prenda do Dia Mundial da Criança, para que as canetas tenham novamente tinta e não lágrimas e gritos…

O tempo de se Ser Criança é muito menor do que o tempo de se Ser Adulto, pensemos nisso até ao próximo dia da Criança e vejamos o que fizemos entretanto…

 

Leave a Reply