Posts Tagged: criança

COMO É FORMADA A OPINIÃO SOBRE VIOLÊNCIA? por Luísa Lobão Moniz

  A questão da violência, a sua origem, as suas consequências são matérias de difícil abordagem, pois a violência é multifacetada e multidisciplinar. Não há quem não tenha a sua opinião sobre violência. Como é formada essa opinião? São imensas

COMO É FORMADA A OPINIÃO SOBRE VIOLÊNCIA? por Luísa Lobão Moniz

  A questão da violência, a sua origem, as suas consequências são matérias de difícil abordagem, pois a violência é multifacetada e multidisciplinar. Não há quem não tenha a sua opinião sobre violência. Como é formada essa opinião? São imensas

PORQUÊ? por Luísa Lobão Moniz

  Que mais há a dizer sobre a violência que as mulheres e crianças e, quantas vezes também, idosos e deficientes, sofrem dentro das suas casas. Não são raras as vezes em que os vizinhos, os companheiros do café relatam

PORQUÊ? por Luísa Lobão Moniz

  Que mais há a dizer sobre a violência que as mulheres e crianças e, quantas vezes também, idosos e deficientes, sofrem dentro das suas casas. Não são raras as vezes em que os vizinhos, os companheiros do café relatam

NÚMERO INDETERMINADO por Luísa Lobão Moniz

Professora agredida por uma mulher numa escola do Porto. Onze mulheres mortas desde o dia 1 de Janeiro. Número indeterminado de mulheres mal tratadas. Número indeterminado de mulheres vítimas de violências várias, em casa, na rua, no trabalho. Cento e

NÚMERO INDETERMINADO por Luísa Lobão Moniz

Professora agredida por uma mulher numa escola do Porto. Onze mulheres mortas desde o dia 1 de Janeiro. Número indeterminado de mulheres mal tratadas. Número indeterminado de mulheres vítimas de violências várias, em casa, na rua, no trabalho. Cento e

A XENOFOBIA CONSENTIDA por Luísa Lobão Moniz

  As crianças mais uma vez são castigadas por leis que não percebem, por um mundo que não pediram. As crianças que estão enjauladas em nome de uma “tolerância zero” e porquê? Porque o Sr Trump não tem  autorização para

A XENOFOBIA CONSENTIDA por Luísa Lobão Moniz

  As crianças mais uma vez são castigadas por leis que não percebem, por um mundo que não pediram. As crianças que estão enjauladas em nome de uma “tolerância zero” e porquê? Porque o Sr Trump não tem  autorização para

O PODER MÁGICO DA IMAGEM E DO SOM por Luísa Lobão Moniz

A menina a correr nua numa estrada depois da bomba atómica, é uma vítima sem nome, mas com sofrimento físico e emocional que não deixa as nossas mentes em paz… Aleppo, imagem da criança retirada dos escombros de sua casa

O PODER MÁGICO DA IMAGEM E DO SOM por Luísa Lobão Moniz

A menina a correr nua numa estrada depois da bomba atómica, é uma vítima sem nome, mas com sofrimento físico e emocional que não deixa as nossas mentes em paz… Aleppo, imagem da criança retirada dos escombros de sua casa

TAMBÉM ME POSSO REVOLTAR por Luísa Lobão Moniz

No século XXI olhamos para as nossas crianças como seres frágeis que precisam de protecção e de quem as cuide e as defenda. Todas as crianças crescem seguindo determinados estádios que lhes permitem avançar com segurança para o estádio seguinte,

TAMBÉM ME POSSO REVOLTAR por Luísa Lobão Moniz

No século XXI olhamos para as nossas crianças como seres frágeis que precisam de protecção e de quem as cuide e as defenda. Todas as crianças crescem seguindo determinados estádios que lhes permitem avançar com segurança para o estádio seguinte,

O MENINO COMO EU por Luísa Lobão Moniz

Mês de ABRIL, mês de Revolução. Mês de tratar o tema das crianças maltratadas, é resultado da Revolução de Abril. Depois de Abril de 1974 temos liberdade e o dever de proteger os mais frágeis, de lhes dar “armas” para

O MENINO COMO EU por Luísa Lobão Moniz

Mês de ABRIL, mês de Revolução. Mês de tratar o tema das crianças maltratadas, é resultado da Revolução de Abril. Depois de Abril de 1974 temos liberdade e o dever de proteger os mais frágeis, de lhes dar “armas” para

LAÇO AZUL por Luísa Lobão Moniz

Abril, mês de comemorar a nossa Liberdade e Democracia, mês de luta contra os maus tratos nas crianças. Um dia em Abril de 1989, nos EUA, uma mulher colocou um laço azul na antena do seu carro. Porquê e para

LAÇO AZUL por Luísa Lobão Moniz

Abril, mês de comemorar a nossa Liberdade e Democracia, mês de luta contra os maus tratos nas crianças. Um dia em Abril de 1989, nos EUA, uma mulher colocou um laço azul na antena do seu carro. Porquê e para

ESTAMOS DESCONTENTES por Luísa Lobão Moniz

Estamos descontentes, desiludidos, incrédulos com tudo o que se passa à nossa volta. Todos os dias sabemos de mais mulheres maltratadas ou assassinadas, de crianças violentadas, de idosos abandonados pelas famílias, de sem abrigo que têm medo do desconhecido e

ESTAMOS DESCONTENTES por Luísa Lobão Moniz

Estamos descontentes, desiludidos, incrédulos com tudo o que se passa à nossa volta. Todos os dias sabemos de mais mulheres maltratadas ou assassinadas, de crianças violentadas, de idosos abandonados pelas famílias, de sem abrigo que têm medo do desconhecido e

JÁ CHEGA… por Luísa Lobão Moniz

A violência, se não estiver nas casas dos cidadãos, está a entrar pela televisão sem pedir licença. Às vezes, os locutores têm o bom senso de alertar para cenas de violência que poderão perturbar a capacidade emocional de certas pessoas.

JÁ CHEGA… por Luísa Lobão Moniz

A violência, se não estiver nas casas dos cidadãos, está a entrar pela televisão sem pedir licença. Às vezes, os locutores têm o bom senso de alertar para cenas de violência que poderão perturbar a capacidade emocional de certas pessoas.

CRIANÇA ALERTA! por Luísa Lobão Moniz

Cada vez mais as nossas crianças passam mais tempo sentadas e no computador. O relatório da UNICEF confirma que, também, cada vez mais há crianças obesas. As crianças do 1º ciclo, uma percentagem bem elevada, vão para a escola de

CRIANÇA ALERTA! por Luísa Lobão Moniz

Cada vez mais as nossas crianças passam mais tempo sentadas e no computador. O relatório da UNICEF confirma que, também, cada vez mais há crianças obesas. As crianças do 1º ciclo, uma percentagem bem elevada, vão para a escola de

ELES SÃO AS PRÓPRIAS IMAGENS por Luísa Lobão Moniz

Mais de 600 milhões de crianças, em todo o mundo, não adquirem os conhecimentos básicos nem na leitura, nem na matemática, assim o afirma o relatório da ONU. É evidente que a maior parte destas crianças vivem em países pobres,

ELES SÃO AS PRÓPRIAS IMAGENS por Luísa Lobão Moniz

Mais de 600 milhões de crianças, em todo o mundo, não adquirem os conhecimentos básicos nem na leitura, nem na matemática, assim o afirma o relatório da ONU. É evidente que a maior parte destas crianças vivem em países pobres,

ERA UM MENINO DESCALÇO por Luísa Lobão Moniz

Era um menino descalço, com o cabelo por lavar e com a roupa maior do que ele. Era um menino português filho de uma família sem regras, sem carinho, dono das horas que partilha com os seus animais, com meninos

ERA UM MENINO DESCALÇO por Luísa Lobão Moniz

Era um menino descalço, com o cabelo por lavar e com a roupa maior do que ele. Era um menino português filho de uma família sem regras, sem carinho, dono das horas que partilha com os seus animais, com meninos

ELES SÃO AS PRÓPRIAS IMAGENS por Luísa Lobão Moniz

Mais de 600 milhões de crianças, em todo o mundo, não adquirem os conhecimentos básicos nem na leitura, nem na matemática, assim o afirma o relatório da ONU. É evidente que a maior parte destas crianças vivem em países pobres,

ELES SÃO AS PRÓPRIAS IMAGENS por Luísa Lobão Moniz

Mais de 600 milhões de crianças, em todo o mundo, não adquirem os conhecimentos básicos nem na leitura, nem na matemática, assim o afirma o relatório da ONU. É evidente que a maior parte destas crianças vivem em países pobres,

A SUBMISSÃO por Luísa Lobão Moniz

São chamas. São cheias. São furacões. São árvores arrancadas pelas raízes. São telhados a voar. É mais um atentado terrorista no metro de Londres. São meninos a morrerem nas praias. São crianças maltratadas. São mulheres espancadas e mortas. São mulheres

A SUBMISSÃO por Luísa Lobão Moniz

São chamas. São cheias. São furacões. São árvores arrancadas pelas raízes. São telhados a voar. É mais um atentado terrorista no metro de Londres. São meninos a morrerem nas praias. São crianças maltratadas. São mulheres espancadas e mortas. São mulheres