MIA – MOVIMENTO IBÉRICO ANTINUCLEAR – POR UM TEJO VIVO – FECHAR ALMARAZ/DESCANSA EM PAZ – SÁBADO, 11 de JUNHO, JORNADA ANTINUCLEAR em CÁCERES.

Cartaz Final

 

5 de Junho, dia do Ambiente

 

Nota Informativa, concentração em Cáceres, Fechar Almaraz, dia 11 de Junho

 

Vai-se realizar no próximo sábado, em Cáceres uma grande concentração, seminários, exposições, momentos festivos e uma manifestação, para pressionar os partidos candidatos às eleições espanholas, e para que estes se pronunciem e se envolvam no processo de encerramento, escalonado das centrais, das 7 centrais nucleares espanholas, e desde já proceder ao fecho de Almaraz.

O Parlamento português, por unanimidade, e diversas autoridades municipais da linha do Tejo, também em Portugal já tomaram posição sobre os riscos desta central, alertados pelo M.I.A. e outras organizações ecologistas, e neste momento é necessário que os empenhos já manifestados pela generalidade dos partidos espanhóis concorrentes às eleições de Junho se alarguem e se mantenham firmes.

Há todavia factos inquietantes, que se prendem, também, com as lógicas pressionantes de sectores da União Europeia, no sentido da continuação e até incentivos aos programas nucleares, ao arrepio de todo o sentido do desenvolvimento na área eléctrica global e também é estranho o silêncio das autoridades portuguesas responsáveis.

O Ministro do Ambiente continua marcado pelas suas infelizes declarações de confiança absoluta nas informações, quais?, do Conselho de Segurança Nuclear espanhola, e do actual governo espanhol, em gestão há 6 meses, que sabemos está longe de consenso sobre os riscos e as consequências dos problemas desta central.

E temos visto técnicos do ministério do Ambiente mentirem descaradamente na comunicação social.

E, embora tenhamos procurado informações é o silêncio mais opaco que cobre a reunião realizada em Viena, Austria, no âmbito da Organização Internacional de Energia Atômica, no dia 14 de Abril, passado, entre a Agência Portuguesa do Ambiente e outras 2 direcções gerais e o Conselho de Segurança Nuclear, espanhol.

O que se terá passado nessa reunião? Que informações terão sido comunicadas? Qual é a situação presente? Sabendo que a qualquer momento novos incidentes podem ocorrer…

António Eloy (tele 351.919289390)

Membro do M.I.A.

Leave a Reply