CASA DA ACHADA – CENTRO MÁRIO DIONÍSIO – SETE SETES DESVENDEI: 7 ANOS DA ABERTURA DA CASA DA ACHADA – A PALETA E O MUNDO – CINEMA: HÁ FESTA NA ALDEIA

1-e-3-de-outubro-de-2016

Sábado, 1 de Outubro

15h – Inauguração da exposição «Mário Dionísio – Correspondências»
16h – Leitura a várias vozes: «Mário Dionísio por Mário Dionísio»
17h – Conversa com associações e colectivos: «Sobreviver, participar, intervir»
19h – Canta o Coro da Achada

A associação Casa da Achada – Centro Mário Dionísio faz oito anos de existência. E a Casa da Achada está de porta aberta a toda a gente há sete anos. Comemoramos estes sete no dia 1 de Outubro, para uma tarde de convívio e festa: Sete setes desvendei.

Nesse dia, inauguramos uma nova exposição«Mário Dionísio – Correspondências» -, e propomos uma conversa com associações e colectivos para discutir como sobreviver, participar e intervir na sociedade actual, a pensar num mundo ao contrário.

Também haverá canções pelo coro da Achada e uma leitura colectiva com projecção de imagens. Um novo ciclo – a partir da Autobiografia de Mário Dionísio – começa agora. E ao mesmo tempo comemoramos os sete, sem vergonha. Haverá comes e bebes para não festejar de estômago vazio e podes trazer alguma coisa para ajudar à festa.

«Sete setes desvendei» é um verso de uma canção do Zeca Afonso. Achámos que servia bem para os sete anos de uma associação onde se faz, partilha, edita, expõe, debate, trabalha e questiona, de portas abertas. A pensar que é preciso desvendar muito mais. Venham mais sete!

Segunda-feira, 3 de Outubro, 18h30

Continua a leitura comentada, com projecção de imagens, de A Paleta e o Mundo de Mário Dionísio. Vamos na 4ª parte, «Durante as grandes tempestades». Fernanda Peixoto continua a leitura do 3.º capítulo, «Sorrir e gritar».

ATENÇÃO, estamos a fazer uma campanha de angariação de fundos para a reedição de A Paleta e o Mundo. Vejam aqui como contribuir.

Segunda-feira, 3 de Outubro, 21h30

Começamos o ciclo de cinema «Correspondências», com a projecção de Há festa na aldeia (1949, 70’) de Jacques Tati, apresentado por António Rodrigues.

Neste ciclo de cinema, optámos por seguir o tema da exposição que inauguramos no sábado, 1 de Outubro, onde mostramos uma parte importante da correspondência de Mário Dionísio. Por isso, escolhemos filmes com carteiros, cartas, postais e trocas de ideias à distância, escritas em papel.
A entrada é livre, todos os filmes em língua estrangeira são legendados, há sempre uma apresentação e espaço para uma conversa.

POR ESTARMOS A PREPARAR A NOVA EXPOSIÇÃO, A CASA DA ACHADA ENCONTRA-SE ENCERRADA NOS DIAS 29 E 30 DE SETEMBRO, ABRINDO NO SÁBADO, 1 DE OUTUBRO, ÀS 14H30.

EM QUALQUER DIA, COM MARCAÇÃO, É POSSÍVEL CONSULTAR:

  • CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO
    Constituído pelo arquivo de Mário Dionísio e pela sua biblioteca e de Maria Letícia Clemente da Silva (mais de 6000 volumes e mais de 200 publicações periódicas).
    O catálogo pode ser consultado na internet, aqui.

UMA EXPOSIÇÃO DE MÁRIO DIONÍSIO FORA DA CASA DA ACHADA:

  • «PASSAGEIRO CLANDESTINO – MÁRIO DIONÍSIO 100 ANOS»
    Museu do Neo-Realismo, Vila Franca de Xira

    Até 26 de Fevereiro de 2017
    Horário: 3ª a 6ª das 10h às 18h, sábados e domingos das 10h às 19h.

QUEM QUISER PODE AJUDAR A CASA DA ACHADA:

 

 

[Contactos] Centro Mário Dionísio

Morada Casa da Achada – Centro Mário Dionísio
Rua da Achada, 11, R/C
1100 – 004 Lisboa (ver localização)
Telefone 218 877 090
E-mail Casa da Achada
casadaachada@centromariodionisio.org
E-mail Livraria
livraria@centromariodionisio.org
E-mail Distribuição de Edições
livros@centromariodionisio.org
NIB NIB para donativos e pagamento de quotas
0036 0000 9910 5869 2830 8

Equipa de Comunicação Web

 

E-mail

André Spencer e F. Pedro Oliveira

web@centromariodionisio.org

Leave a Reply