TEATRO DA CERCA DE SÃO BERNARDO – “FAZ ESCURO NOS OLHOS”, do TEATRO GRIOT – encenação de ROGÉRIO DE CARVALHO – QUINTA e SEXTA-FEIRA, 16 e 17 de MARÇO, às 21.30 – em COIMBRA.

Cara/o amiga/o,
Esta é uma semana muito especial no TCSB: acolhemos na quinta e na sexta-feira, em duas sessões únicas, o espectáculo “Faz escuro nos olhos”, do Teatro Griot, com encenação de Rogério de Carvalho!
Nos Sábados para a Infância, a Vânia Couto regressa com a oficina de música para pais e filhos “Som a som, tom a tom”, que estás prestes a esgotar!

Faça-nos companhia!

 

FAZ ESCURO NOS OLHOS

“Faz escuro nos olhos” é uma montagem de textos a partir de vários autores, como Sigmund Freud, Virginia Woolf, Breyten Breytenbach ou Howard Barker. Estreou em Abril de 2012 e regressa agora à cena, em Coimbra e em Lisboa. De acordo com uma nota da produção, “é um espectáculo que procura a cadência por detrás dos alvos e dos efeitos da violência, na fronteira entre o ruído e o silêncio. Um teatro de quase monólogos onde não há compromisso nem pedaços de textos reveladores”. “Não há um único fragmento feliz – adianta o Teatro Griot –. Apenas um palco, onde os actores ocupam esse lugar onde o abuso tem muitas caras'”.

Rogério de Carvalho é um velho amigo d’A Escola da Noite, onde encenou “O Triunfo do Amor” (1992), “Auto da Índia” (1993) e “O Cerejal” (2004). É sempre com um enorme prazer e uma grande alegria que recebemos trabalhos seus nas casas pelas quais somos responsáveis. Sobre este espectáculo, escreve o Rogério: “Habitamos de forma constante um universo de vozes. Somos bombardeados por contínuas vozes. Vozes que gritam, sussurram, choram, acariciam, ameaçam, imploram, seduzem, ordenam, rogam, rezam, confessam, aterrorizam, declaram… Mas as palavras falam quando as enfrentamos, nas tonalidades infinitas da voz, ao veicularmos significados. Nem todas as vozes se ouvem, mesmo as mais angustiantes e desesperadas podem ser vozes não ouvidas. Pode ser que no silêncio apareça uma outra voz mais premente, a voz interna, uma voz que não se pode fazer calar”.

Constituída maioritariamente por afro-descendentes, o Teatro Griot é uma companhia de actores que se dedica à exploração de temáticas relevantes para a construção e problematização da emergente identidade europeia contemporânea e do seu reflexo no discurso e na estética teatral. A identidade e as dinâmicas inter-identitárias, entre o africano e o europeu, e o território de intersecção entre ambos, são um dos eixos de desenvolvimento das actividades da companhia, o que se reflecte na programação, na escolha dos textos, dos encenadores e dos actores. Afirmam, sobre o seu trabalho: “Importa-nos o teatro espaço de reinvenção do Eu enquanto matéria ficcional, importa-nos o teatro território de uma representação experimental e contemporânea da expressão artística da identidade e das dinâmicas inter-identitárias, entre o africano e o europeu e a simbiose dos dois”.

Para além da encenação de Rogério de Carvalho, “Faz escuro nos olhos”, que foi distinguido em 2013 com o Prémio VIDArte (categoria Teatro), conta com as interpretações de Ana Rosa Mendes, Daniel Martinho, Giovanni Lourenço, Margarida Bento, Matamba Joaquim e Zia Soares e com o desenho de luz de Jorge Ribeiro. As sessões em Coimbra terão lugar nos dias 16 e 17 de Março (quinta e sexta-feira), sempre às 21h30. Os bilhetes custam entre 6 e 10 Euros e podem ser reservados pelos contactos habituais do Teatro: 239 718 238 / 966 302 488 / geral@aescolanoite.pt

About joaompmachado

Nome completo: João Manuel Pacheco Machado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: