CARTA DO RIO – 147 por Rachel Gutiérrez

Emmeline Pankhurst (1858-1928)

                              

                                 Poderão me matar, mas conseguiremos

                                            o direito ao voto

 

Como a História das Mulheres tem sido sistematicamente omitida dos livros, poucas pessoas sabem que a aprovação do voto feminino pelo Parlamento Inglês, em 1918, se deveu às lutas, aos sofrimentos e sacrifícios de três gerações de mulheres. O voto pioneiro das inglesas não decorreu, como se pensa, da participação das mulheres no trabalho das indústrias de armamentos durante a Primeira Guerra Mundial.

Emmeline Pankhurst que, ainda adolescente, começara a frequentar reuniões sufragistas, levada por seus pais, tornou-se a grande líder do movimento pela emancipação da mulher na Inglaterra, numa luta sem tréguas.

Além do apoio do marido e de suas duas filhas, Emmeline Pankhurst contou com a colaboração de operárias, como Annie Kenney, e de senhoras da nobreza, como Lady Lytton, que apesar de doente suportou, como as outras, inúmeras humilhações e sofrimentos.

As sufragistas eram postas nas prisões, confinadas em solitárias e submetidas a trabalhos forçados. Quando recorriam à greve de fome (método de resistência pacífica mais tarde adotado por Gandhi), eram alimentadas à força e muitas delas, com a saúde debilitada vieram a morrer em consequência de tantos sacrifícios. Nada, porém , pôde jamais detê-las.

Emmeline Pankhurst continuava trabalhando na Sociedade pelo Sufrágio das Mulheres e em 1903 fundou, com suas filhas (Christabel e Sylvia) a União Social e Política das Mulheres, o primeiro e maior grupo militante da Inglaterra.

Emmeline viajou por diversos países da Europa, visitou os Estados Unidos e chegou até a Rússia, em 1917, em missão de paz e de solidariedade às mulheres russas.

Suas ideias tiveram profunda influência em outros países e formam o legado de muitas gerações, encontrando-se hoje, nos arquivos e bibliotecas, discursos, panfletos, manuscritos, diários, fotos e relatos minuciosos de sua gloriosa luta.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: