DIÁLOGOS ENTRE CINEMA E LITERATURA – 2º EVENTO DAS COMEMORAÇÕES DO CELPCYRO 20 ANOS A 16 DE MAIO

Do final do século passado a nossos dias evidencia-se a ruptura com parâmetros nas atividades humanas em geral. Ampliam-se fantasticamente os horizontes dos conhecimentos em todas as áreas, multiplicam-se suas abordagens, a possibilidade de informação parece infinita. Saberes e fazeres se entrecruzam, sinalizando quão pouco ficou do que era antes.  A perda de um senso de permanência excita as mentes ousadas e desestabiliza as acomodadas. Não à toa a capacidade de resiliência passa a ser tão valorizada. As mutações aceleram, desafiando o já sabido; afrontam até mentalidades mais abertas. Estará mesmo o mundo em que vivemos passando por transformações inevitáveis e radicais?

Nossa proposta é realizar, no decorrer de 2017, atividades/eventos tendo como horizonte essa questão, a partir de quatro eixos temáticos que, necessariamente, se tangenciam ou se entrecruzam, enquanto contemplam as principais linhas de interesse e atuação do CELPCYRO: ao atualizar cada tema, com suas transformações, também situando a obra de Cyro Martins em face dele:

  • DESAFIOS À CRIAÇÃO LITERÁRIA

  • PRINCIPAIS AVANÇOS NA ÁREA PSI

  • HUMANISMO NA CIÊNCIA E NA SOCIEDADE

  • INTERAÇÃO DAS ARTES

WORKSHOP – 16 de maio de 2017

Data e horário: das 19h00 às 21h00 

Local: Instituto Cyro Martins – Rua General Souza Doca, 70 – Bairro Petrópolis

Docentes: Maria Helena Martins* e  Guilherme Castro**

Inscrições: mhmartins@celpcyro.org.br
Vagas limitadas

Serão fornecidos Certificados a participantes inscritos
Investimento: R$50,00


Módulo 1
 – Apresentação de Rio De-janeiro, Minas, curta-metragem de Marili Cunha Bezerra (1993-8min), evidenciando aspectos das personagens e sua interação, da ambientação, do processo narrativo, e realização da leitura de trecho do romance Grande-SertãoVeredas, de Guimarães Rosa, relatando o primeiro encontro de Riobaldo e Diadorim, que originou o filme, observando aspectos da linguagem roseana  e como a narrativa literária possibilitou a criação cinematográfica.

Módulo 2 – Visão geral do romance de Cyro Martins, Porteira Fechada: temática, ambientação, personagens, linguagem, relações entre ficção e realidade. A partir da projeção do curta-metragem Boa Ventura, de Guilherme Castro (2015-14min), são analisadas as formas adotadas na narrativa cinematográfica adaptada de Porteira Fechada. O ambiente patriarcal e a sociedade estratificada são premissas à construção de personagens em relações densas e não explícitas, que aparecem, no corpo do filme, enquanto impurezas, ambiências e atmosferas e que relacionam obra literária e filme.

Coordenação Geral: Maria Helena Martins
– Diretora de Cultura, Humanidades e Literatura

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: