CONTOS & CRÓNICAS – CARLOS REIS – OS ARTIGOS IMPUBLICÁVEIS – CORRUPÇÃO: NEOLOGISMO SEM SENTIDO

 

Eu faz-me impressão (irrita-me, passo-me, entro em desvario, mesmo – chste’zumprec!#$%o’=!mraz’tf!dasse?m’meng!?vsh!) quando os habituais díscolos da extrema esquerda esfregam as mãos de contentes e vêm a terreiro, sempre que saem notícias destas, a salientar que os eventuais (e não provados) arguidos são quase sempre do PSD ou do CDS e outras vilanias do género!

Infâmias! Vitupérios! Então estes importantes e honrados cidadãos, ex-autarcas, vice-presidentes da federação de futebol, ex-deputados, ex-presidentes do conselho de administração da República e até honestos empresários (e o que seria de Portugal sem empresários?) a nata de um país e de uma paisagem, eméritos cidadãos acima de toda a suspeita –  terão de se submeter, terão de aturar estas indigestas indignidades a cada momento?

Se repararmos, nada se prova ou se provou. Foram todos eles libertados – o que atesta desde logo uma sua indubitável inocência e virtude. Mas a sanha dos nossos crueis, improfícuos e incompetentes tribunais levá-los-ia a um sangramento indecente e inaudito: cauções de 15 a 60 mil euros, arrastamento de 15 imóveis e seis viaturas “de luxo”, entre as quais um Bentley, além de seis milhões de euros. O actual presidente da Câmara de Oliveira de Azemeis, por exemplo, coitado, teve de pagar 15 mil euros mas vá lá (para alegria dos munícipes que certamente nele votaram) não ficou suspenso das funções – o que, enfim, será ainda assim um pequeno ponto a favor da discutível brandura dos nossos maus costumes.

Mas e os imóveis? Que crueldade! Se calhar são os da casa de jantar, quiçá a mobília de quarto? E o Bentley? Come levar os putos à escola, a esposa à igreja, a sopeira ao super?

Concomitantemente e no decurso da operação foram realizadas buscas a cinco câmaras municipais e a cinco clubes de futebol.

Câmaras municipais! Clubes de futebol! Os esteios da nação! Albergue dos nossos valores! Insuportável!

Tudos estes eventos sob misteriosas acusações de corrupção. Corrupção? Mas o que é isso? Mas isso existe? Alguém sabe de alguém por tal condenado?

Já não sabem o que inventar.

Esperemos que tudo isto acabe depressa. Mas mesmo que seja devagar, até as grandes dores se desvanecem do nosso quotidiano, da nossa memória e amanhã já cá não está quem publicou nem quem leu (felizmente que na página 12) pois certamente outros momentosos e importantes assuntos nascerão, tais como incêndios, jornadas de futebol nacional e internacional, volta a Portugal em bicicleta, eleições autênticas (ou autárquicas?) da treta e por aí fora. O país não pode parar e o povo tem mais em que pensar.

Carlos

About joaompmachado

Nome completo: João Manuel Pacheco Machado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: