As sílabas marginais / “os velhos ” / texto de Nelson Ferraz

2 comments

  1. Eduardo Simao

    Admiro quem faz análises sintéticas e poéticas da simples realidade do quotidiano.

    Gostar

  2. Antigamente o Amor era “quase” sempre prá vida toda…verdade!
    Porém, de vez em quando, também já havia frascos que duravam mais…
    bj

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: