As sílabas marginais / “maduro banco” / texto de Nelson Ferraz

2 Comments

  1. Maravilha, meu amigo!!!Oxalá chegue “aos ratões” porque o caldeirão anda por aí!!
    Até onde chega a Poesia, A SUA, Poesia!!!Obrigada!!!Grande abraço!

Leave a Reply