CARTA DE BRAGA – ‘Quo usque tandem abutere, trumpa, patientia nostra? O tempora, o mores! por António Oliveira

Não tenho qualquer pretensão em presumir erudições!

Esta citação pertence a uma das quatro catilinárias, os discursos proferidos por Cícero no Senado e contra Catilina, o filho de nobres que queria derrubar a república. Discursos que levaram Catilina a afastar-se para se juntar ao seu exército e a morrer depois no campo de batalha.

A tradução é, conforme o dicionário, ‘Até quando, ó trumpa, abusarás da nossa paciência? Oh tempos, oh costumes!’, limitando-me a trocar o nome do também triste e esdrúxulo personagem.

Lembrei-me de Cícero, orador e filósofo, ao ver milhares de estudantes sair para a rua a gritar contra as alterações climáticas, seguindo os dados de instituições internacionais, até da UNICEF, a comprovar como as políticas neoliberais levaram à diminuição da esperança de vida e à morte de milhões de crianças no terceiro mundo, especialmente em África.

O acesso à água potável é reconhecido internacionalmente como um direito humano essencial, mas mais de 2.000 milhões de pessoas em diversos pontos do planeta não têm os serviços mais básicos de água e saneamento

Este número foi divulgado pelo relatório das Nações Unidas ‘Leaving No One Behind’, divulgado na passada quinta-feira, 22 de Março e Dia Mundial da Água.

Relatório que vem reforçar aqueles estudos, já a garantirem que as pressões das tais políticas neoliberais sobre recursos naturais, por exigirem uma exploração cada vez mais intensiva, levaram à expulsão da população rural e campesina das suas terras, à desertificação de territórios, à contaminação das águas e à poluição.

E os números não podem ser desprezados: passámos de 22,2 gigatoneladas de CO2 produzidas em 1990, para 35,8 em 2017, representando quase 70% dos gases com efeito de estufa, aumentados para 51,9 gigatoneladas de CO2, devidas à agricultura e à deflorestação.

Obviamente que o tal trumpa da presidência do lado de lá do charco, continua a afirmar que esses números não passam de meras invenções, dando maior relevo às afirmações do filósofo e professor de Harvard, Stephen M. Gardiner ‘as decisões tomadas e a lentidão da sua aplicação, deveriam ser consideradas como fracasso moral da humanidade!

O celebrado jornalista e escritor uruguaio Eduardo Galeano, afirmou um dia que ‘nesta sociedade filha do mercantilismo, da competitividade e do individualismo liberal, encontramos afirmações como «não souberam desenvolver-se» ou «não quiseram seguir o caminho que lhes mostrámos», para negar as diferenças entre centros e periferias, mas a significar apenas que, no capitalismo global, a relação entre ganhadores e perdedores não é casual nem aleatória

Não é nem pode ser, apesar dos trumpas e demais trumpinhas nem sequer pestanejarem perante aqueles números, nem frente às consequências bem visíveis da mudanças climática, nem do saque e esbanjamento dos recursos naturais, para aguentar e sustentar tal economia!

Vejam e pensem Moçambique!

E eles, os trumpinhas, cópias a preto e branco do patético loiro americano, são o maior problema, a esgalgarem se por esse mundo fora, para conseguir palcos afins!

Sem ter necessidade de apresentar mais testemunhos, tal a evidência do que até os órgãos de comunicação do sistema não são capazes de ocultar, não posso deixar de lembrar uma afirmação do astrofísico e divulgador científico Hubert Reeves, ‘O homem é a mais insana das espécies. Adora um Deus invisível a mata a Natureza visível… sem perceber que a Natureza que ele mata, é esse Deus invisível que ele adora

Esta será até a razão fundamental da pergunta, mesmo em latim, a começar a Carta de hoje.

António M. Oliveira

Não respeito as normas que o Acordo Ortográfico me quer impor

 

3 comments

  1. Amodmiã Ismael

    A afirmação de Hubert Reeves não podia ser mais luminosa nem mais certeira.

    Gostar

  2. Raul Manuel Freitas Araujo Rocha

    Que texto maravilhoso, nos ofereces, António…Obrigada , por ele…Mergulhados em frases feitas, bonecos animados e turbilão de imagens rápidas, é precisp parar…pensar…reagir…Estou a ficar velha, meu amigo…Vivo na Esperança, mas cada xez, mais descrente…Paradoxo?Se calhar…Sinais deste mundo!!
    O meeu abraço sincero com muita admiração!!! CL

    Gostar

  3. O que mais poderemos esperar quando deixamos que o poder económico promovendo o analfabetismo das massas e bloqueando a circulação da informação válida para a livre circulação de informação manipulada, promove analfabetos multimilionários a guias da civilização ocidental?!

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: