Posts Tagged: carta de braga

CARTA DE BRAGA – “das palavras e do silêncio” por António Oliveira

Era um cinema ao ar livre, ecrã enorme, filas de cadeiras bem cómodas lá à frente, boas para se estenderem as pernas, até com um bar agradável para beber qualquer coisa nos intervalos. Ainda havia intervalos naquele tempo, o primeiro

CARTA DE BRAGA – “das palavras e do silêncio” por António Oliveira

Era um cinema ao ar livre, ecrã enorme, filas de cadeiras bem cómodas lá à frente, boas para se estenderem as pernas, até com um bar agradável para beber qualquer coisa nos intervalos. Ainda havia intervalos naquele tempo, o primeiro

Carta de Braga –“de Steiner, poemas e árvores’ por António Oliveira

Esta estória tem umas dezenas de anos, contada pelo grande e recentemente falecido filósofo George Steiner, que foi professor em Cambridge e outras universidades europeias, ensaísta, escritor e crítico literário. Nascido em 1929, em Paris, licenciou-se em Chicago, fez o doutoramento

Carta de Braga –“de Steiner, poemas e árvores’ por António Oliveira

Esta estória tem umas dezenas de anos, contada pelo grande e recentemente falecido filósofo George Steiner, que foi professor em Cambridge e outras universidades europeias, ensaísta, escritor e crítico literário. Nascido em 1929, em Paris, licenciou-se em Chicago, fez o doutoramento

CARTA DE BRAGA – “de corvos e de Narciso” por António Oliveira

  Vejam se ainda há corvos na Torre de Londres! Antigamente, dizia-se que havia corvos naquela torre, para proporcionar uma experiência mais ‘gótica’ aos turistas que a visitavam. Na realidade até foram usados, não oficialmente, na Segunda Guerra Mundial, para

CARTA DE BRAGA – “de corvos e de Narciso” por António Oliveira

  Vejam se ainda há corvos na Torre de Londres! Antigamente, dizia-se que havia corvos naquela torre, para proporcionar uma experiência mais ‘gótica’ aos turistas que a visitavam. Na realidade até foram usados, não oficialmente, na Segunda Guerra Mundial, para

CARTA DE BRAGA – “da economia da atenção” por António Oliveira

Perseguir a actualidade é uma obsessão quantitativa, muito mais que qualitativa, por ser ‘mania’ generalizada e não exclusiva dos profissionais dos media, sejam eles quais forem. Queremos saber a qualquer momento como e onde estão os nossos ‘amigos’, esperamos a toda

CARTA DE BRAGA – “da economia da atenção” por António Oliveira

Perseguir a actualidade é uma obsessão quantitativa, muito mais que qualitativa, por ser ‘mania’ generalizada e não exclusiva dos profissionais dos media, sejam eles quais forem. Queremos saber a qualquer momento como e onde estão os nossos ‘amigos’, esperamos a toda

CARTA DE BRAGA – “ser e parecer” por António Oliveira

Estou a ouvir ‘A Lira de Orfeu’ na Antena 2, o programa de Martim Sousa Tavares hoje inteiramente dedicado a Beethoven, a propósito dos 250 anos do nascimento do genial compositor alemão. E diz Martim, ‘Beethoven é um criador cujo legado assumiu

CARTA DE BRAGA – “ser e parecer” por António Oliveira

Estou a ouvir ‘A Lira de Orfeu’ na Antena 2, o programa de Martim Sousa Tavares hoje inteiramente dedicado a Beethoven, a propósito dos 250 anos do nascimento do genial compositor alemão. E diz Martim, ‘Beethoven é um criador cujo legado assumiu

CARTA DE BRAGA – “de filas e migrantes” por António Oliveira

Tive de entrar num supermercado numa triste manhã de sábado. Triste não pelo tempo mas pelas inumeráveis pessoas já alinhadas nas filas das caixas. Fiz a compra que ali me levou e ‘instalei-me’ na posição nove ou dez da fila

CARTA DE BRAGA – “de filas e migrantes” por António Oliveira

Tive de entrar num supermercado numa triste manhã de sábado. Triste não pelo tempo mas pelas inumeráveis pessoas já alinhadas nas filas das caixas. Fiz a compra que ali me levou e ‘instalei-me’ na posição nove ou dez da fila

CARTA DE BRAGA – “do movimento e da imitação” por António Oliveira

Os resultados assombrosos da investigação para a Organização Mundial da Saúde, feita por quatro cientistas durante 15 anos e envolvendo mais de um milhão e meio de jovens de 145 países, apontam para medidas apropriadas por parte de pais e educadores. De acordo com

CARTA DE BRAGA – “do movimento e da imitação” por António Oliveira

Os resultados assombrosos da investigação para a Organização Mundial da Saúde, feita por quatro cientistas durante 15 anos e envolvendo mais de um milhão e meio de jovens de 145 países, apontam para medidas apropriadas por parte de pais e educadores. De acordo com

CARTA DE BRAGA – “a Austrália e a lixeira” – por ANTÓNIO OLIVEIRA

      Os incêndios na Austrália provocaram até agora, a morte de mais de mil milhões de animais das mais variadas espécies. Ao mesmo tempo a ciência confirma a extinção do peixe-espátula, a espécie emblemática da China, em consequência

CARTA DE BRAGA – “a Austrália e a lixeira” – por ANTÓNIO OLIVEIRA

      Os incêndios na Austrália provocaram até agora, a morte de mais de mil milhões de animais das mais variadas espécies. Ao mesmo tempo a ciência confirma a extinção do peixe-espátula, a espécie emblemática da China, em consequência

CARTA DE BRAGA – “somos nós” por António Oliveira

  Um ‘rapaz’ bem conhecido em todo o mundo, não só no das redes sociais, mas também no do espectáculo nos ecrãs maiores disse, a terminar o ano, ‘antes de se programar um drama ou mesmo uma comédia sobre bolsonaro,

CARTA DE BRAGA – “somos nós” por António Oliveira

  Um ‘rapaz’ bem conhecido em todo o mundo, não só no das redes sociais, mas também no do espectáculo nos ecrãs maiores disse, a terminar o ano, ‘antes de se programar um drama ou mesmo uma comédia sobre bolsonaro,

CARTA DE BRAGA – “mariposas e democracia” por António Oliveira

Achei um nome delicioso para aquele leitor de textos só em suporte virtual ou electrónico. Diz o comentador que tal leitor – ‘o leitor mariposa’ – se comporta em geral, como o cavalo numa partida de xadrez: salta de site em site, pondo de

CARTA DE BRAGA – “mariposas e democracia” por António Oliveira

Achei um nome delicioso para aquele leitor de textos só em suporte virtual ou electrónico. Diz o comentador que tal leitor – ‘o leitor mariposa’ – se comporta em geral, como o cavalo numa partida de xadrez: salta de site em site, pondo de

CARTA DE BRAGA – “dos refugiados e da beleza” por António Oliveira

Jared Diamond é membro da Academia de Artes e Ciências dos EUA, biogeógrafo e prémio Pulitzer e, um dia do passado Dezembro, afirmou a um jornal daqui ao lado ‘Em breve os EUA deixarão de ser uma democracia. Dói-me e é

CARTA DE BRAGA – “dos refugiados e da beleza” por António Oliveira

Jared Diamond é membro da Academia de Artes e Ciências dos EUA, biogeógrafo e prémio Pulitzer e, um dia do passado Dezembro, afirmou a um jornal daqui ao lado ‘Em breve os EUA deixarão de ser uma democracia. Dói-me e é

CARTA DE BRAGA – “o poder e a multidão” por António Oliveira

‘O poder não muda as pessoas! Só revela quem realmente são!’ A afirmação pertence ao antigo presidente uruguaio José ‘Pepe’ Mujica e também revela a grandeza de um homem que sempre viveu humildemente, ainda mantendo o ‘carocha’ que já tinha

CARTA DE BRAGA – “o poder e a multidão” por António Oliveira

‘O poder não muda as pessoas! Só revela quem realmente são!’ A afirmação pertence ao antigo presidente uruguaio José ‘Pepe’ Mujica e também revela a grandeza de um homem que sempre viveu humildemente, ainda mantendo o ‘carocha’ que já tinha

CARTA DE BRAGA – “os ‘grandes’ textos nem sempre são grandes notícias!” por António Oliveira

Os que se seguem foram recolhidos num órgão de informação, um dia após uma cerimónia muito seguida e transcrevo-os da mesma maneira que os li, nem lhes mudei o lettering. «”Esta é uma condecoração pensada para a projecção de Portugal no

CARTA DE BRAGA – “os ‘grandes’ textos nem sempre são grandes notícias!” por António Oliveira

Os que se seguem foram recolhidos num órgão de informação, um dia após uma cerimónia muito seguida e transcrevo-os da mesma maneira que os li, nem lhes mudei o lettering. «”Esta é uma condecoração pensada para a projecção de Portugal no

CARTA DE BRAGA – “o que diria hoje Aristóteles?” por António Oliveira

‘Na década passada, o ciclo informativo era de 24 horas, mas foi substituído pelo de 24 minutos. Agora já estamos nos 24 segundos. Este encolhimento dos tempos de enunciação só favorece o enfrentamento. O que se pode dizer quando só

CARTA DE BRAGA – “o que diria hoje Aristóteles?” por António Oliveira

‘Na década passada, o ciclo informativo era de 24 horas, mas foi substituído pelo de 24 minutos. Agora já estamos nos 24 segundos. Este encolhimento dos tempos de enunciação só favorece o enfrentamento. O que se pode dizer quando só

CARTA DE BRAGA – “da invenção e da visão” por António Oliveira

A Carta de hoje é para os ‘jovens’ com a minha idade, um pouco mais, um pouco menos, só por ter ouvido dizer alguém com ar solene, ‘A vida é uma doença degenerativa irreversível’. Sinceramente confesso que ainda a não

CARTA DE BRAGA – “da invenção e da visão” por António Oliveira

A Carta de hoje é para os ‘jovens’ com a minha idade, um pouco mais, um pouco menos, só por ter ouvido dizer alguém com ar solene, ‘A vida é uma doença degenerativa irreversível’. Sinceramente confesso que ainda a não