PROTEJO – MOVIMENTO PELO TEJO – O proTEJO, O MUNICÍPIO DE VILA NOVA DA BARQUINHA E A COMUNIDADE INTERMUNICIPAL DO MÉDIO TEJO CONVIDAM OS CIDADÃOS A REFLETIREM SOBRE “A BIODIVERSIDADE, OS CICLOS ECOLÓGICOS E OS RIOS LIVRES”

 

                     O rio Tejo visto do castelo de Almourol

 

quarta-feira, 15 de setembro de 2021

 

proTEJO – Movimento pelo Tejo, o Município de Vila Nova da Barquinha e a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo convidam os cidadãos e as populações ribeirinhas da bacia do Tejo a participarem no SEMINÁRIO “TEJO VIVO E VIVIDO – SEMINÁRIO PARA A RECUPERAÇÃO DO RIO TEJO E SEUS AFLUENTES” ONLINE (WEBINAR), sob o tema “A biodiversidade, os ciclos ecológicos e os rios livres” no dia 16 de outubro de 2021 pelas 15 horas, cuja abertura será realizada pela Senhora Secretária de Estado do Ambiente Inês do Santos Costa.
Este seminário tem como finalidade conhecer e refletir sobre a biodiversidade, os ciclos ecológicos e os rios livres na medida em que são fundamentais para a sustentabilidade da Vida.
O equilíbrio ecológico dos ecossistemas aquáticos é de extrema importância para a Vida, afinal a água é um bem natural vital para todos os organismos vivos do planeta: bactérias, fungos, protistas, vegetais e animais.
Pretende-se ainda perspetivar o papel dos rios livres na manutenção dos ciclos ecológicos pela salvaguarda e restauração da biodiversidade enquanto elementos fundamentais para a sustentabilidade da Vida, nomeadamente, pelos seus efeitos de renovação dos recursos naturais e de mitigação das alterações climáticas.
As atividades humanas afetam drasticamente os ecossistemas aquáticos, como tem sido observável no rio Tejo e seus afluentes, ao provocarem desequilíbrios nos três pilares que asseguram o bom estado ecológico das suas águas: a quantidade, a qualidade e a conectividade fluvial.
As barragens e os açudes afetam esses três pilares acrescentando pressões sobre a biodiversidade e podem ocasionar a extinção de várias espécies, nomeadamente dos peixes migratórios, visto que interrompem o seu ciclo reprodutivo.
Impõem-se, portanto, saber se seremos capazes de abraçar uma ecologia capaz de assegurar a continuidade do bom funcionamento dos ciclos vitais que sustentam a Vida.
Participem, a Vida e o Tejo merecem!
Assistam livremente nas seguintes redes sociais da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha:
Apelamos à mobilização de todos os cidadãos para participarem e divulgarem este seminário pela difusão do convite e dos seguintes elementos de suporte:

 

Leave a Reply