Posts Tagged: união europeia

CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – XXXI – DEPOIS DO CORONAVIRUS NADA SERÁ COMO DANTES? – por VINCENZO COMITO

  Dopo il Coronavirus niente sarà più come prima?, por Vincenzo Comito Sbilanciamoci!, 20 de março de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   A esperança é que, após a tempestade sanitária, económica e financeira desencadeada pela disseminação

CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – XXXI – DEPOIS DO CORONAVIRUS NADA SERÁ COMO DANTES? – por VINCENZO COMITO

  Dopo il Coronavirus niente sarà più come prima?, por Vincenzo Comito Sbilanciamoci!, 20 de março de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   A esperança é que, após a tempestade sanitária, económica e financeira desencadeada pela disseminação

CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – XXVII – TEME-SE QUE A ITÁLIA PRECISE DE UM RESGATE GLOBAL GIGANTESCO PARA CONTER UM CONTÁGIO FINANCEIRO MAIS AMPLO, por AMBROSE EVANS-PRITCHARD

  Fears mount that Italy will require a jumbo global bail-out to stem broader financial contagion, por Ambrose Evans-Pritchard The Telegraph, em 10 de março de 2020 (aqui) Selecção e tradução de Júlio Marques Mota     A Itália precisa

CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – XXVII – TEME-SE QUE A ITÁLIA PRECISE DE UM RESGATE GLOBAL GIGANTESCO PARA CONTER UM CONTÁGIO FINANCEIRO MAIS AMPLO, por AMBROSE EVANS-PRITCHARD

  Fears mount that Italy will require a jumbo global bail-out to stem broader financial contagion, por Ambrose Evans-Pritchard The Telegraph, em 10 de março de 2020 (aqui) Selecção e tradução de Júlio Marques Mota     A Itália precisa

CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – XXV – CORONAVÍRUS SIGNIFICA HORA ZERO PARA A UNIÃO EUROPEIA, por THOMAS FERGUSON e EDWARD J. KANE

    Coronavirus Means Zero Hour for the European Union, por Thomas Ferguson and Edward J. Kane Institute for new Economic Thinking, 16 de Março de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota    Se o Banco Central Europeu

CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – XXV – CORONAVÍRUS SIGNIFICA HORA ZERO PARA A UNIÃO EUROPEIA, por THOMAS FERGUSON e EDWARD J. KANE

    Coronavirus Means Zero Hour for the European Union, por Thomas Ferguson and Edward J. Kane Institute for new Economic Thinking, 16 de Março de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota    Se o Banco Central Europeu

CARTA DE BRAGA – “de repugnância e fragilidades” – por ANTÓNIO OLIVEIRA

  ‘Precisamente no momento mais perigoso que atravessa a situação mundial com a degradação política, a imposição dos populismos e a ausência de lideres, rebentou a praga bíblica e os principais gabinetes do planeta juntam a maior colecção de pacóvios,

CARTA DE BRAGA – “de repugnância e fragilidades” – por ANTÓNIO OLIVEIRA

  ‘Precisamente no momento mais perigoso que atravessa a situação mundial com a degradação política, a imposição dos populismos e a ausência de lideres, rebentou a praga bíblica e os principais gabinetes do planeta juntam a maior colecção de pacóvios,

A ITÁLIA NA ENCRUZILHADA – IX – DO CORAÇÃO AO CONTÁGIO – por ANNA ROSA SCRITTORI

                                                                               

A ITÁLIA NA ENCRUZILHADA – IX – DO CORAÇÃO AO CONTÁGIO – por ANNA ROSA SCRITTORI

                                                                               

A CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – VI – MICROMEGA – SEGUNDO APELO DE ECONOMISTAS ITALIANOS (ver nota ao fim)

“Mes, nulla è cambiato: l’Italia non firmi”. Nuovo appello al governo di 37 economisti MicroMega, 11 de Março de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota     A 16 de Março, ou seja, dentro de alguns dias, o Eurogrupo

A CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – VI – MICROMEGA – SEGUNDO APELO DE ECONOMISTAS ITALIANOS (ver nota ao fim)

“Mes, nulla è cambiato: l’Italia non firmi”. Nuovo appello al governo di 37 economisti MicroMega, 11 de Março de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota     A 16 de Março, ou seja, dentro de alguns dias, o Eurogrupo

A CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – V – MICROMEGA – PRIMEIRO APELO DE ECONOMISTAS ITALIANOS

    L’appello di 32 economisti: “No all’Esm se non cambia la logica europea”, (original aqui) MicroMega, 4 de Dezembro de 2019  Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   Os governos europeus estão a discutir  duas reformas importantes e

A CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – V – MICROMEGA – PRIMEIRO APELO DE ECONOMISTAS ITALIANOS

    L’appello di 32 economisti: “No all’Esm se non cambia la logica europea”, (original aqui) MicroMega, 4 de Dezembro de 2019  Selecção e tradução de Júlio Marques Mota   Os governos europeus estão a discutir  duas reformas importantes e

A CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – VI – MICROMEGA – SEGUNDO APELO DE ECONOMISTAS ITALIANOS

      “Mes, nulla è cambiato: l’Italia non firmi”. Nuovo appello al governo di 37 economisti MicroMega, 11 de Março de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota A 16 de Março, ou seja, dentro de alguns dias,

A CRISE DO COVID 19 E A INCAPACIDADE DAS SOCIEDADES NEOLIBERAIS EM LHE DAREM RESPOSTA – VI – MICROMEGA – SEGUNDO APELO DE ECONOMISTAS ITALIANOS

      “Mes, nulla è cambiato: l’Italia non firmi”. Nuovo appello al governo di 37 economisti MicroMega, 11 de Março de 2020 Selecção e tradução de Júlio Marques Mota A 16 de Março, ou seja, dentro de alguns dias,

Os Coletes Amarelos, um sintoma da próxima crise na Europa. Uma série de textos. Texto nº 9. Vândalos: por quanto tempo vamos deixar a extrema esquerda fazer o que quiser?

(Aurélian Marq, 23 de março de 2019)

Mas quem são estes ativistas vestidos de preto, encapuzados e ultra-violentos? O movimento dito Black Blocs  reúne principalmente ativistas de movimentos libertários e anarquistas. Este não é um fenómeno novo. Aparecidos na década de 1980 na Alemanha, os Black Blocs  internacionalizaram-se  na década de 1990, e desde então interromperam todas as grandes cimeiras  internacionais (OMC, G8, G20…) com as  suas ações violentas.

Os Coletes Amarelos, um sintoma da próxima crise na Europa. Uma série de textos. Texto nº 9. Vândalos: por quanto tempo vamos deixar a extrema esquerda fazer o que quiser?

(Aurélian Marq, 23 de março de 2019)

Mas quem são estes ativistas vestidos de preto, encapuzados e ultra-violentos? O movimento dito Black Blocs  reúne principalmente ativistas de movimentos libertários e anarquistas. Este não é um fenómeno novo. Aparecidos na década de 1980 na Alemanha, os Black Blocs  internacionalizaram-se  na década de 1990, e desde então interromperam todas as grandes cimeiras  internacionais (OMC, G8, G20…) com as  suas ações violentas.

Os Coletes Amarelos, um sintoma da próxima crise na Europa. Uma série de textos. Texto nº 8. Não, Senhor Macron, não é “inaceitável” falar em violências policiais

(Régis de Castelnau 15 de março de 2019)

E foi assim que esta repressão judicial em massa foi precedida por uma repressão policial em massa, pontuada por um número incrível de atos de violência indignos de um país democrático. A utilização de técnicas policiais, materiais perigosos e de comportamentos abertamente violentos reivindicados  como tal resultaram num balanço humano catastrófico. Em todas as redes há imagens que dão testemunho disso e suscitam preocupação quanto ao estado das liberdades civis no nosso país.

Os Coletes Amarelos, um sintoma da próxima crise na Europa. Uma série de textos. Texto nº 8. Não, Senhor Macron, não é “inaceitável” falar em violências policiais

(Régis de Castelnau 15 de março de 2019)

E foi assim que esta repressão judicial em massa foi precedida por uma repressão policial em massa, pontuada por um número incrível de atos de violência indignos de um país democrático. A utilização de técnicas policiais, materiais perigosos e de comportamentos abertamente violentos reivindicados  como tal resultaram num balanço humano catastrófico. Em todas as redes há imagens que dão testemunho disso e suscitam preocupação quanto ao estado das liberdades civis no nosso país.