Posts Tagged: crónicas do quotidiano

CRÓNICAS DO QUOTIDIANO – REFUGIADOS: QUEM MAIS SE AFUNDA E MORRE NO MEDITERRÂNEO? – por Mário de Oliveira

Com a sua visita relâmpago à ilha de Lesbos na Grécia, o papa Francisco deu a estocada final na questão dos refugiados. A partir daí, deixaram de ser notícia, como eu próprio previ na altura numa destas minhas Crónicas. Os

CRÓNICAS DO QUOTIDIANO – REFUGIADOS: QUEM MAIS SE AFUNDA E MORRE NO MEDITERRÂNEO? – por Mário de Oliveira

Com a sua visita relâmpago à ilha de Lesbos na Grécia, o papa Francisco deu a estocada final na questão dos refugiados. A partir daí, deixaram de ser notícia, como eu próprio previ na altura numa destas minhas Crónicas. Os

CRÓNICAS DO QUOTIDIANO – QUEM TEM MÃO NO PRESIDENTE MARCELO? – por Mário de Oliveira

Está confirmado. Ninguém tem mão no PR Marcelo Rebelo de Sousa. O comentador semanal já não está mais confinado a um canal de tv. Agora é o comentador de serviço diário em todos os canais. Uma perigosa banalidade, portanto. Sempre

CRÓNICAS DO QUOTIDIANO – QUEM TEM MÃO NO PRESIDENTE MARCELO? – por Mário de Oliveira

Está confirmado. Ninguém tem mão no PR Marcelo Rebelo de Sousa. O comentador semanal já não está mais confinado a um canal de tv. Agora é o comentador de serviço diário em todos os canais. Uma perigosa banalidade, portanto. Sempre

CRÓNICAS DO QUOTIDIANO – O QUE MOVE O CARDEAL MANUEL CLEMENTE? – por Mário de Oliveira

Era bispo auxiliar do Patriarcado de Lisboa. Saltou daí para o Porto, como bispo titular. Tomou posse com inusitada pompa e circunstância, como quem veio para ficar até à idade de passar à condição de bispo emérito, mais uma das

CRÓNICAS DO QUOTIDIANO – O QUE MOVE O CARDEAL MANUEL CLEMENTE? – por Mário de Oliveira

Era bispo auxiliar do Patriarcado de Lisboa. Saltou daí para o Porto, como bispo titular. Tomou posse com inusitada pompa e circunstância, como quem veio para ficar até à idade de passar à condição de bispo emérito, mais uma das

CRÓNICAS DO QUOTIDIANO – TODOS OS CAMINHOS VÃO DAR A FÁTIMA? – por Mário de Oliveira

Diz-se por aí, jornais, rádios, tvs incluídos, que todos os caminhos vão dar a Fátima. Não vão! Os 6 milhões de “peregrinos” que, no propagandear do próprio Santuário S.A. rumam até lá, cada ano, a maior parte deles, utentes do

CRÓNICAS DO QUOTIDIANO – TODOS OS CAMINHOS VÃO DAR A FÁTIMA? – por Mário de Oliveira

Diz-se por aí, jornais, rádios, tvs incluídos, que todos os caminhos vão dar a Fátima. Não vão! Os 6 milhões de “peregrinos” que, no propagandear do próprio Santuário S.A. rumam até lá, cada ano, a maior parte deles, utentes do

CRÓNICAS DO QUOTIDIANO – COMO MUDAR DE SER E DE DEUS? – por Mário de Oliveira

  Perante o rumo para o abismo que este nosso mundo está demencialmente determinado a seguir, tenho reiteradamente advertido que ou mudamos de ser e de Deus, ou perecemos. O meu alerta está longe de ser catastrofista. É manifestação de

CRÓNICAS DO QUOTIDIANO – COMO MUDAR DE SER E DE DEUS? – por Mário de Oliveira

  Perante o rumo para o abismo que este nosso mundo está demencialmente determinado a seguir, tenho reiteradamente advertido que ou mudamos de ser e de Deus, ou perecemos. O meu alerta está longe de ser catastrofista. É manifestação de

CRÓNICAS DO QUOTIDIANO – QUE MAIO, QUE ABRIL? – por Mário de Oliveira

Enquanto o Capital, o filho primogénito do cristianismo, continuar ao comando do mundo, não há, não pode haver pleno Abril, pleno Maio. Há umas comemorações, mais ou menos litúrgicas, a modos de missas laicas, e com resultados iguais aos das

CRÓNICAS DO QUOTIDIANO – QUE MAIO, QUE ABRIL? – por Mário de Oliveira

Enquanto o Capital, o filho primogénito do cristianismo, continuar ao comando do mundo, não há, não pode haver pleno Abril, pleno Maio. Há umas comemorações, mais ou menos litúrgicas, a modos de missas laicas, e com resultados iguais aos das

CRÓNICAS DO QUOTIDIANO – MAS AOS REFUGIADOS, SENHORES, POR QUE LHES DAIS TANTAS DORES? – por Mário de Oliveira

  O Papa foi mostrar-se por umas horas a alguns refugiados na ilha de Lesbos. A esmagadora maioria deles, dessa ilha e de outros locais onde conhecem indignidades sem conta nem medida, não viu o papa. A visita não os

CRÓNICAS DO QUOTIDIANO – MAS AOS REFUGIADOS, SENHORES, POR QUE LHES DAIS TANTAS DORES? – por Mário de Oliveira

  O Papa foi mostrar-se por umas horas a alguns refugiados na ilha de Lesbos. A esmagadora maioria deles, dessa ilha e de outros locais onde conhecem indignidades sem conta nem medida, não viu o papa. A visita não os