Merkel – Sarkozy – o dueto sem corda, a cada reunião mais perto da recessão – por Carlos Mesquita

 

Publicado em O Clarinet em 19-08-11

 

Os “Blues Brothers” (o Dueto da Corda) criaram uma banda para conseguir fundos para o seu antigo orfanato, ameaçado de despejo. O dueto Merkel/Sarkozy, a cada concerto que dão, os europeus sentem-se mais órfãos de líderes e mais perto de serem despejados para pior nível de vida.

 

Não sai nada de jeito das cimeiras bilaterais franco-alemãs, é o resumo de todas elas incluindo a desta semana, mais uma para discutir a “crise das dívidas soberanas europeias”. Medidas impraticáveis e reforma das instituições de consensos impossíveis; nada que traga calmaria aos mercados. Merkel e Sarkozy com eleições à porta, vão continuar a empatar, o tempo não está de feição para esse comportamento.

 

Os efeitos da ausência de liderança europeia sentem-se globalmente, as perspectivas económicas são de degradação mundial com o receio de recessão na Europa e nos Estados Unidos; pânico nas bolsas, perdas nos mercados das matérias-primas e recorde do preço do ouro – são os sintomas de doença da economia de mercado. O capitalismo vai mal.

 

Até na Alemanha e na França o crescimento é raquítico, perto da estagnação. A crise na Europa (com estes políticos) não vai ficar pelos países da periferia, ameaça atingir os países ricos e os próprios especuladores, como já se começa a notar. Não serve de grande consolo mas os “PIGS” vão ter companhia, mesmo que os novos aflitos entrem de galochas na pocilga vão lá viver uns tempos.

 

A lista de países ou a ordem como irão sofrer os ataques dos especuladores é secundária, a questão é saber se vai parar em algum lado algum dia, ou se é o desígnio deste tipo de ordem económica que privatizou as democracias.

 

Leave a Reply