UM CAFÉ NA INTERNET – Cor Espiritual, por António Sales

Um café na Internet

 


 

Quem chama por Apolo

no templo de Delfos

prostrado pelo desânimo

de não encontrar

o Jardim da Criação?

 

No mundo inferior em agonia

as larvas da obscena vida

cristalizam andrajos de dor.

 

Ninguém encontrará o caminho

que os deuses negarão

à cegueira dormente da triste solidão

 

Retoma a vida em ti

pois cada dia é teu.

Semeia no teu ser a cor espiritual

do tempo em lantejoulas.

 

Piton levar-te-à ao Jardim

do Parnaso

onde encontrarás a suprema luz

do poder redentor.

Leave a Reply