Que uso faz o mirandês e os mirandeses da internet? ? (O mínimo sobre a língua mirandesa – 14), por Amadeu Ferreira

 

 

 

O MÍNIMO SOBRE A LÍNGUA MIRANDESA

 

 

por Amadeu Ferreira

 

 

(continuação)

 

 

14. Que uso faz o mirandês e os mirandeses da internet?

 

 

Desde muito cedo o mirandês marcou presença na internet, seja em sites seja em blogues de um ou vários autores. Mais recentemente, já em 2009, o mirandês também passou a dispor de uma Biquipédia que, aos poucos, tem vindo a crescer e afirmar-se, elemento essencial para a divulgação do mirandês. Aí se podem encontrar referências ao essencial da sua bibliografia.

 

Desde bem cedo alguns sítios da internet começaram a dedicar uma especial atenção à língua mirandesa, de entre os quais é justo destacar o sítio da aldeia de Picote, que contava, então, com o especial empenho de Reis Quarteu. Amadeu Ferreira começa a publicar crónicas em mirandês em www.diariodetrasosmontes.com no dia 2 de Abril de 2001.

 

O primeiro site dedicado integralmente ao mirandês, e que marca uma viragem no panorama do mirandês na internet, terá sido o www.mirandes.no.sapo.pt promovido e coordenado pela doutora Manuela Barros Ferreira, com início em Dezembro de 2001. É um sítio em que a língua de referência é ainda o português assim como o blogue que lhe estava ligado http://mirandes.blogspot.com/, ambos sem actualização desde 2005.

 

Pouco depois, em Abril de 2002, é a vez de a Escola EB2 de Miranda do Douro dedicar um site à língua e cultura mirandesa, embora sem actualização desde então http://surf.to/mirandes.

 

A partir de 25 de Fevereiro de 2003 Orlando Teixeira assina várias crónicas no Jornal Nordeste, semanário de Bragança, tendo por objecto sítios ou blogues que tenham algo a ver com as terras de Miranda ou com a língua mirandesa.

 

Nomeadamente a partir de 2006 dá-se uma verdadeira explosão de blogues em mirandês, não fazendo sentido estar a falar de cada um deles dado o carácter resumido deste texto. Pode ver-se um panorama relativamente completo de links no blogue http://frolesmirandesas.blogspot.com, aí incluídos blogues de fotografia, de grupos musicais, de povoações e instituições, de programas de rádio, cursos de mirandês on-line, de textos vários, traduções, documentos históricos, etc.

 

Uma fase nova inicia-se com a tradução de várias ferramentas em mirandês, como foram os casos do hi5, do worpress, i do photoblog. Depois disso, veio http://mwl.wikipedia.org/wiki/P%C3%A1igina_Percipal, a Biquipédia mirandesa. Deve registar-se que o grande obreiro desta nova fase foi o jovem sendinês Cristóvão Pires.

 

 

(continua – 15. Qual a importância da língua mirandesa para Portugal?)

 

1 Comment

Leave a Reply