O Êxodo que falta realizar, para, finalmente, PASSARMOS de Animais Racionais a Seres Humanos! – Mário de Oliveira

(Editorial 38 do jornal Fraternizar de 4 de Novembro 2011)

 

O Êxodo mais difícil de concretizar na História tem de Acontecer no mais intimo da nossa mente /consciência. Não fora dela. Porque, se continuarmos, como até aqui, a chamar Mulheres-Homens, aos Animais Racionais, deixa de haver distinção entre Animais Racionais e Seres Humanos. E acabamos todas, todos, a pensar que são sinónimos. Quando, na verdade, são mais antónimos, que sinónimos! Enquanto não damos por esta substantiva diferença, também não nos metemos a realizar o Êxodo de Animais Racionais a Seres Humanos. O único que se impõe, nesta Hora, no Planeta. E sem o qual, não há Futuro para o Presente!

 

Sei que achamos este meu dizer-falar muito estranho. Porque a identificação entre Animais Racionais e Mulheres-Homens faz parte da Ideologia /Idolatria que os Animais Racionais, quando Acontecem, no decurso da Evolução, depressa criam. Para, com ela – a Ideologia /Idolatria – melhor e mais eficazmente se poderem defender da Realidade /Verdade que sempre se lhes apresenta Animada pelo Vento ou Sopro de Vida. E os Animais Racionais, desde que existem, nunca se deram bem com o Vento /Sopro de Vida que Anima a Realidade /Verdade. Pelo contrário. Têm tanto medo dela, logo no inicio, que correm a criar a Ideologia /Idolatria, para que esta ocupe o lugar da Realidade /Verdade, Animada pelo Vento /Sopro de Vida, por isso, incontrolável por eles! Porque a Ideologia /Idolatria, criação dos Animais Racionais, desconhece, de todo, o Vento /Sopro de Vida. Assim como desconhece, de todo, a Realidade /Verdade. É, de resto, a sua Negação pura e simples! Com a Ideologia /Idolatria, no lugar da Realidade /Verdade, Animada pelo Vento /Sopro de Vida, os Animais Racionais já podem programar tudo o que desejarem /ambicionarem, e realizar à vontade tudo o que programarem.

 

Graças à Ideologia /Idolatria, viver sobre a Terra, deixa de ter surpresas desagradáveis para eles. E, se uma ou outra vez, ainda as tem, os Animais Racionais, criadores de Ideologia /Idolatria, depressa se recompõem dessas desagradáveis surpresas e domesticam-nas. De modo que, apenas novas surpresas, totalmente outras, poderão ainda surpreendê-los. Nunca mais as anteriores. Essas ficam registadas e são logo descodificadas pelos Animais Racionais mais desenvolvidos, que depressa fabricam os respectivos antídotos contra elas. E, assim, nunca mais surpresas dessas se voltam a repetir.

 

Depois de séculos e séculos de domínio absoluto, exercido pelos Animais Racionais, munidos da arma mais potente que é a Ideologia /Idolatria, criada por eles, para se defenderem das sucessivas arremetidas da Realidade /Verdade, internamente Animada pelo Vento /Sopro de Vida, o controlo do Planeta Terra é, Hoje, Século XXI, praticamente total. Obviamente, que não basta a Ideologia /Idolatria. Tem de haver algo mais. Porque a Ideologia /Idolatria, só por si, é coisa morta. Para ser efectiva, carece de agentes históricos que a manipulem, recorram a ela, para se justificarem e aos seus Actos /Crimes, a difundam, a ensinem em múltiplas línguas e linguagens, desde as mais singelas às mais sofisticadas, a cada nova geração que chega ao Planeta E para isso existem as escolas, as universidades, os grandes meios de informação, as religiões, as igrejas cristãs, as paróquias, com as suas catequeses de crianças e de adolescentes, as missas aos fins de semana, os ritos do baptismo, do crisma, da confissão, da extrema-unção, do casamento e até da ordem!

 

Deste papel fundamental, para a Ideologia /Idolatria ter suficiente eficácia e ser um rotundo êxito, encarregam-se as minorias dos Privilégios, geradas também por ela. São as minorias que integram algum dos três Poderes com que, habitualmente, o Poder, o filho unigénito da Ideologia /Idolatria, se costuma historicamente apresentar, perante o colectivo dos Animais Racionais. Minorias sabidas, que não sábias, Chico-espertas, que não Maiêuticas, e bem posicionadas em tudo quanto é lugar de Decisão, sobre o Planeta Terra, nos quais só mesmo elas conseguem entrar e actuar.

 

A esmagadora maioria dos Animais Racionais, formatados, desde o começo, pela Ideologia /Idolatria, nasce, cresce, reproduz-se e morre, sem nunca chegar a aperceber-se desta Mentira Institucional. Por isso, tem a Ideologia /Idolatria, como a única Realidade /Verdade. E, tal como as minorias dos Privilégios, também não pode nem sequer ouvir falar do Vento /Sopro de Vida que, por onde PASSA, deixa tudo fora do lugar, num caos prenhe de Fecundidade, mas nos antípodas do “conforto” e da paz imposta pelas armas e pela Ideologia /Idolatria, com que as mentes /consciências da esmagadora maioria andam possessas.

 

Deste sujo trabalho, mas o mais valioso e santo para a Ideologia /Idolatria, encarregam-se as minorias dos Privilégios, sempre olhadas, escutadas, respeitadas, aplaudidas e obedecidas pela esmagadora maioria, e tidas, até, como indispensáveis, generosas, benfeitoras por ela. Graças às quais, a Vida pode continuar a Acontecer sobre a Terra. Uma Vida sem-sentido, é certo, uma vida de dor, de sofrimento, de carência, de escravatura, de pesadelo, mas… Vida!

Deste modo, o Poder, o filho unigénito da Ideologia /Idolatria, intrinsecamente Perverso, aparece aos olhos da esmagadora maioria dos Animais Racionais, como o Salvador, o Cristo, o Messias, o Deus omnipotente, omnisciente, omnipresente, ao qual todos os Animais Racionais devem estar agradecidos. E ao qual, nas sucessivas Aflições em que se acharem, todos os Animais Racionais devem recorrer com orações, promessas, pedidos, sacrifícios, até, rastejarem no chão “sagrado” dos santuários, onde Ele se faz adorar! As minorias dos Privilégios, porque têm um invejável estatuto, desde o Papa de Roma, ao Presidente do Império USA, ao chefe da Nato, ao chefe do Banco Mundial, até ao mais ignoto Pároco de aldeia, ao mais ignoto presidente de Junta, ao mais ignoto Dono de empresa. A esmagadora maioria Escravizada, porque, apesar de tudo, consegue casar e gerar filhas e filhos. Escravos, é certo, mas filhos. E porque, de longe a loge, há um ou outro dos seus filhos Escravos que consegue a proeza de sobressair, e acaba por ser chamado a integrar as minorias dos Privilégios. O que, obviamente, deixa os respectivos Progenitores, não cobertos de Vergonha, como deveria suceder, mas super-babados e inchados de Orgulho, perante a inveja dos demais Animais Racionais que, como eles, integram a esmagadora maioria desgraçada e humilhada!

 

Conclusão: Ou SAIMOS – Êxodo! – da Ideologia /Idolatria que fundamenta e justifica esta Perversa Ordem Mundial que nos Esmaga, e PASSAMOS a Seres Humanos, ou a Ideologia /Idolatria vai por ai fora, sem qualquer freio. E, então, nem o Planeta Terra tem Amanhã! Porém, como havemos de ver a SAIDA, se a Ideologia /Idolatria nos faz tão Cegos de nascença, tão Cegos de nascença, que já nem sequer queremos que alguns Seres Humanos de olhos abertos maieuticamente nos abram os olhos?!

*

1 Comment

Leave a Reply