agenda cultural de 7 a 13 de Maio de 2012

 

 

 

 

por Rui Oliveira

 

 

Cordas sobresselentes (2ª parte)

 

 

 

 

 

   Na Sexta 11 de Maio continuam as iniciativas do Festival Internacional de Marionetas e Formas Animadas – FIMFA Lx 2012 e delas destacamos às 21h no São Luiz Teatro Municipal o espectáculo “Dans l’Oeil du Judas” do Théatre du Rougissant (França), uma encenação e cenografia de Arnaud Vidal cujos actores-manipuladores são Stéphane Boireau, Laurent Cabrol, Elsa De Witte, Tamara Incekara, Cathy Chioetto e a música de Natacha Muet e Arnaud Vidal.

   Trata-se duma criação colectiva que consiste numa parábola sobre o racismo, o rumor e os amores perdidos, onde veremos como pessoas comuns se podem transformar em autênticos carrascos ou assassinos sem escrúpulos, se estiverem sob o efeito de grupos ou multidões.

   História : “O velho Giacomo vai morrer. De noite, as figuras do passado vêm povoar a sua solidão e surgem as recordações. O drama que viveu em criança nunca deixou de atormentar a sua memória … A chegada de um novo inquilino estrangeiro, Olgerson, com a sua filha, Natalia, que encanta o coração de Giacomo, vem modificar e baralhar tudo …” 

   É o que este vídeo de apresentação nos mostra :

 

 

 

   Também no São Luiz, às 23h30, a marionetista e cantora israelita Yael Rasooly oferece aos frequentadores do FIMFA um concerto intimista The Gramophone Show com a sua voz e presença inconfundíveis e um gramofone que nos transportará para o tempo do jazz, uma celebração de músicas inesquecíveis, dos anos vinte aos anos quarenta do século passado, como The man I love ou Busy line

 

   Nessa Sexta 11 de Maio, na Sala dos Espelhos do Palácio Foz às 18h30 (com entrada livre), por iniciativa da Embaixada do Paraguai, há um Recital de Guitarra pela concertista de guitarra clássica Daiana Ferreira da Costa Villalba tocando compositores vários.

 

   Também a 11 de Maio, a Orquestra de Sopros da Metropolitana (sob a direcção musical de Reinaldo Guerreiro) tocará no Mercado de Santa Clara, às 21h30, de Wolfgang Amadeus Mozart  Abertura da ópera A Flauta Mágica, KV 620 (arr. de Reinaldo Guerreiro), de Charles Gounod  Pequena sinfonia e de Henri Tomasi  Fanfarras litúrgicas.

 

   Igualmente na Sexta 11 de Maio, estreia na Cinemateca Portuguesa (Sala Dr. Félix Ribeiro, às 21h30) “Les Neiges du Kilimandjaro” (As Neves do Kilimanjaro), França 2011, de Robert Guédiguian com Ariane Ascaride, Jean-Pierre Darroussin, Gérard Meylan e Marilyne Canto que foi  o vencedor dos Prémios Lux 2011, atribuídos anualmente por um júri designado pelo Parlamento Europeu com o objetivo de apoiar a difusão da produção cinematográfica europeia. 

   Sinopse : Não obstante ter perdido o emprego no contexto de uma complicada situação laboral em que se vê envolvido enquanto líder sindical, Michel leva uma vida feliz com a mulher, a família e os amigos. Todavia a felicidade do casal é abalada quando dois homens armados os atacam violentamente roubando o dinheiro que tinham guardado para fazer uma viagem ao monte Kilimanjaro.

   É um filme que aborda a questão da solidariedade num contexto de crise social, fazendo simultaneamente uma reflexão sobre o activismo político, como o trailer antecipa : 

 

 

 

   Ainda na Sexta 11 de Maio, o Teatro do Bairro estreia às 21h a peça “O Contrabaixo”, um texto de Patrick Süskind  (tradução de Anabela Mendes) com dramaturgia e direcção de Ana Vitorino, Carlos Costa, Catarina Martins e Pedro Carreira, direcção musical João Martins e interpretação de Pedro Carreira.

   Tema : Numa sala à prova de som, provavelmente o quarto onde vive, um contrabaixista de uma Orquestra Nacional decide contar como é vivida a sua solidão e confidenciar, com ironia amargurada, o seu amor não revelado por uma das sopranos da Orquestra. Esta relação platónica encontra no próprio contrabaixo o seu maior obstáculo…

 

 

 

   Nessa Sexta 11 de Maio, no Chapitô (Costa do Castelo, n.º 1 / 7) tem início, com o apoio da Casa da América Latina, o Ciclo de Mulheres Palhaço 2012, evento que vai na quinta edição e que, pela primeira vez, contará com a participação de palhaças da América Latina, uma oportunidade para se conhecer a dinâmica e o importante papel de intervenção social que elas desempenham nos seus países de origem. O programa, além das performances individuais, terá actividades associadas, como workshops e conversas, de forma a permitir um maior intercâmbio de experiências. O ciclo acontece de Sexta a Domingo, durante três fins-de-semana seguidos (11 a 13, 18 a 20 e 25 a 27).

   Neste dia (e até 13/5) Romina Monaco (Buenos Aires, Argentina) apresenta Tan Simple como Soñarlo Despacio com direcção de Julia Muzio, de que veremos um enxerto em :

 

 

 

   Ainda na Sexta 11 de Maio, o bar Ondajazz recebe às 22h30 a cantora de jazz Rita Maria, bolseira do Berklee College Of Music em Boston, que, na véspera do lançamento dum primeiro CD, traz para a acompanhar Paula Sousa piano, Afonso Pais guitarra, João Hasselberg contrabaixo e Joel Silva bateria.

   O som que se ouvirá é este :

 

 

 

   Entretanto na FNAC Colombo, às 22h deste dia 11 de Maio, a cantora caboverdeana Ritinha Lobo, herdeira e homenageante das vozes de Cesária Évora, Ildo Lobo, Titina, Bana, Paulino Vieira e Tito Paris, apresenta o seu primeiro CD “Jóia Creola”. Ouçamo-la no tema Nha Magia, acompanhada por Yami (contrabaixo, guitarra e coros), Carlos Garcia (piano e sintetizadores), João Balão (cavaquinho), João Frade (acordeão) e Marito Marques (bateria) :

 

 

 

   Por fim, saiba-se que o Outjazz 2012 está de novo aí desde o dia 1, projecto que marcará os fins de tarde da capital, de Maio a Setembro e de Sexta e Domingo, com a sua “receita única de magia cool, alegria e inspiração para celebrar a boa música”, segundo anunciam.

   Nesta Sexta 11 de Maio o local escolhido é o Jardim do Príncipe Real indo lá actuar o Mo Francesco Quintetto.

 

 

 

   No Sábado 12 de Maio é a vez de, no FIMFA Lx 2012, os espectáculos se repartirem por 3 espaços.

   No Jardim da Estrela, às 17h30, o tradicional Teatro Dom Roberto traz ao Festival, em vez do tradicional bonecreiro,  uma bonecreira, a actriz-manipuladora Sara Henriques, do Teatro de Marionetas do Porto, que manobra “fantoches” de Rui Pedro Rodrigues.

   Irá aqui estrear a 2ª versão do Teatro Dom Roberto com dois espectáculos, dos mais antigos da companhia, uma forma de recordar João Paulo Seara Cardoso (1956-2010), que participou no primeiro Festival com o “Teatro Dom Roberto”, e que manteve viva esta tradição depois de ter recebido o seu testemunho das mãos do Mestre António Dias. São eles O Barbeiro, em que Dom Roberto luta e vence a própria Morte e A Tourada, que descreve as diferentes fases de uma Corrida de Touros à Portuguesa, com os seus personagens típicos.

 

 

 

   No Sub-palco do Teatro São Luiz, às 17 e às 19h, o Mischa Twitchin (Reino Unido) apresenta dois projectos experimentais sobre o universo de Beckett por dois estudiosos e investigadores teatrais, os britânicos Mischa Twitchin e Penny Francis.

   No primeiro The Field of Memory o texto parte de “O Quê Onde” de Samuel Beckett, a música é “Winterreise”, de Franz Schubert, interpretado ao piano por Gerald Moore, as vozes são de José Luís Ferreira, Friedhelm Becker e Samuel Beckett. No palco (“primeiro sem palavras” e em seguida “com palavras”) estão apenas presentes a parte de trás de uma cadeira e um par de mãos com uma lâmpada, cujo aumento e diminuição gradual de intensidade luminosa, aliado à manipulação das mãos, cria o “drama”. 

   No segundo The Zone of Stones o texto vem de “Mal Visto Mal Dito” de Samuel Beckett, a música é “Chaconne” (BWV 1004), de J.S. Bach – Johannes Brahms, transcrição para piano, para a mão esquerda, interpretada por Paul Wittgenstein e “Winterreise”, de Franz Schubert, interpretado ao piano por Gerald Moore. Este espectáculo reflecte sobre a quase invisibilidade da velhice no teatro actual. O foco está nas mãos de uma intérprete com 80 anos.

 

   O terceiro é no Teatro Maria Matos, às 21h30, onde Les Ateliers du Spectacle (França) apresentam Tête de Mort, uma concepção (e encenação) de Jean-Pierre Larroche e Frédéric Révérend cujos actores-manipuladores são Juliette Belliard, Mickaël Chouquet, Jean-Pierre Larroche, Justine Macadoux, enfim um espectáculo para marionetas de luva, humanos e outras formas animadas, sob o tema da dança da morte.

   Morrer no teatro é uma coisa difícil! Há poucas mortes de repertório que se deixam ver ao vivo, em cena. No caso das marionetas, pelo contrário, no seu castelet, elas e toda a família de objectos inanimados matam-se uns aos outros com incrível facilidade e renascem instantaneamente. O vídeo é elucidativo :

   

Tête de mort – Extraits de la première partie du… por Ateliersadus

 

   Neste 12 de Maio, há no Teatro do Bairro, às 22h, a 1ª edição do The Rhyme Book Sessions, numa iniciativa de A Seiva Bruta, para divulgar e promover projectos musicais de Rap portugueses e estrangeiros, juntando artistas e público como é típico no movimento Hiphop, estando presentes Kilu, Dj X-Acto, Beware Jack, Dj Yoke, Praso, Alcool Club, Dj Kali, Poetry Salm e Dj Yoke. Host Sindroma.

 

   No bar Ondajazz, às 22h30 do 12 de Maio, o grupo Mingus Project (Nelson Cascais  contrabaixo, Diogo Duque  trompete, Ricardo Toscano  saxofone alto, Victor Zamora piano e Vasco Furtado  bateria) volta à sua homenagem a Charles Mingus dando ao concerto o título da sua autobiografia “Beneath the Underdog”.

   Eis um trecho duma sua homenagem anterior com “Boogie Stop Shuffle” :

  

 

 

   Às 21h deste Sábado, 12 de Maio, a banda Moonspell virá ao Campo Pequeno apresentar o seu novo álbum “Alpha Noir” recém-editado com a chancela da independente austríaca Napalm Records, que inclui um segundo CD, intitulado Omega White, composto por oito temas originais de “pura atmosfera rock gótico” (segundo o comunicado oficial), prevendo-se que no concerto divulguem ambos os discos.

 

 

 

   No Domingo 13 de Maio, o FIMFA Lx 2012 (Festival Internacional de Marionetas e Formas Animadas) tem, como espectáculo novo (pois repetem-se outros Ver no site http://fimfalx.blogspot.pt/ ), o de Costanza Givone (Itália) chamado “Salomé perdeu a luz”, um trabalho sobre a dificuldade de reconhecer a própria identidade, sobre o conflito entre ser e parecer, inspirado na obra “Salomé”, de Oscar Wilde.

   Tema : “Cada um podia desenhar nela o objecto do seu desejo, cada um amava, não Salomé mas o sonho que nela esculpia, e assim, Salomé transformava-se para os outros e já não sabia quem era. Convencia-se de ser uma grande mulher, cheia de poder, sem se aperceber de que era só uma boneca de barro que as pessoas a seu redor usavam e manipulavam. Até que um dia viu a sua verdadeira imagem nos olhos do único homem que não a desejava, Giovanni Battista, o profeta. Aí viu o pedaço de barro que ela era e perdeu a cabeça….”

   Saboreai neste vídeo a magia de Salomè há perso il lume :

 

 

 

   A 13 de Maio (Domingo), no MusicBox, às 22h, actuam os norte-americanos Russian Circles, a banda pós-metal que esteve em Portugal no ano passado, voltando para apresentar o seu novo CD “Empros”. Serão precedidos no palco pelos Deafheaven, agrupamento recente dos EUA de black metal, como mostra o seu “Roads to Judah”.

 

   Também nesse Domingo, 13 de Maio, a Escola Superior de Música de Lisboa (ESML) organiza o seu 1º Festival de Percussão, 12 horas contínuas de percussão desde as 10h às 22h em que participam o Grupo de Percussão da ESML, Nancy Zeltsman, Jeffery Davis, Elizabeth Davis, António Pinho Vargas, Pedro Carneiro, Abel Cardoso, Richard Buckley, Bruno Pedro e vários outros percussionistas.

   O Festival decorre na ESML (rua do Ataíde, nº 7, ao Chiado) com um programa vasto (ver aqui), cujo ponto alto poderá ser a Masterclass com Nancy Zeltsman (16h às 18h30), uma das mais importantes marimbistas e pedagogas actuais.

   De outro participante, Pedro Carneiro pode ouvir-se um ensaio em :

 

 

 

   Como anunciámos atrás, o Outjazz 2012 reiniciado oferecerá aos Domingos em particular música negra, num local diferente cada mês. Em Maio será no Jardim da Estrela às 17h e neste dia 13, em particular, o conjunto actuante serão os Kolme  e o Dj Vítor Silveira.

  

   Ainda a 13 de Maio, na Basílica dos Mártires em Lisboa, às 16h, o Coro Regina Coeli de Lisboa sob a direcção de Henrique Piloto acompanhado pelo órgão tocado por Daniel Godinho entoará o Te Dem in D de Felix Mendelssohn Bartholdi (para coro, solistas e organista) e Gloria in D, RV589 de Antonio Vivaldi (para coro, solistas e organista).  

   Como obras de possível inclusão no concerto estão também o Pater Noster de Anton de Beer, O Nata Lux de Morten Lauridsen e Salve Regina de Francis Poulenc.

   A entrada é livre.

 

 

 

   Por último, como prometêramos, deixamo-vos com mais alguns dos premiados  do World Press Photo 2012 cuja exposição, noticiada no penúltimo Pentacórdio, só permanece aberta em Lisboa na Fundação EDP até ao próximo dia 20 de Maio.

   Estão neste caso os vencedores da secção Natureza quer em Singles, quer em Stories :

              

 

                    Jenny E. Ross (EUA) Urso polar trepa rochedo tentando                Brent Stirton (África do Sul) Guerra aos rinocerontes

                                         comer ovos das aves marinhas                                             pelo valor do seu chifre superior ao ouro

 

 

   e os vencedores da secção Desporto e da secção Arte e Entretenimento :

              

                        Donald Miralle, Jr. (EUA) Competidores de natação                    David Goldman (EUA) Cabo canadiano toca tambor

                         ultrapassam na partida um cardume grande de peixe                        na província de Kandahar no Afeganistão

 

 

   Mesmo no final, como disséramos, revelamos os dois Grandes Prémios ex-aequo do World Press Cartoon em exposição no Museu de Arte Moderna de Sintra (que encerra a 30 de Julho). Os “bonecos” galardoados são da autoria do artista norueguês Egil Nyhus que caricaturou Dominique Strauss-Kahn e do artista cubano Aristides Hernandez que venceu a categoria de Cartoon Editorial com um desenho sem título alusivo às intervenções militares dos EUA.

 

                 

 

 E é tudo por esta semana, caros leitores !

1 Comment

Leave a Reply