SAIU O Nº 107 DE «REFERENCIAL», DA ASSOCIAÇÃO 25 DE ABRIL

Imagem1REFERENCIAL, o boletim da Associação 25 de Abril, a que preside o argonauta Vasco Lourenço, acaba de editar o seu número 107. A publicação é  dirigida pelo argonauta Pedro de Pezarat Correia que, como habitualmente, escreve o editorial – “Palavras sentidas”, com as quais dá relevo à inauguração do monumento ao 25 de Abril em Almeida e à evocação do nosso camarada e sócio fundador Augusto Monteiro Valente. «O general Monteiro Valente foi um daqueles homens a quem é justo chamar de genuíno capitão de Abril. Não apenas porque era, de facto, capitão em 25 de Abril de 1974 e como tal participou activa e destacadamente na preparação e execução do golpe de estado militar que derrubaria a ditadura. Mas acima de tudo porque, no culminar da sua carreira e ao contrário de alguns outros não foram as estrelas de generalque neutralizaram a sua dedicação abrilista ou o fizeram moldar-se às conveniências. Monteiro Valente pautou sempre a sua conduta como militar e oficial, independentemente do posto hierárquico e das responsabilidades funcionais, pelos parâmetros cívicos que considerava inerentes à condição de militar. Idealista, corajoso, determinado, honesto, inconformado, politicamente consciente, ávido de uma cultura humanista, militarmente muito competente, foi uma personalidade inteiramente identificada com os valores e comportamentos que configuram o paradigma do capitão de Abril».

Lembramos que o argonauta Moisés Cayetano Rosado publicou um artigo dedicado à memória do general Monteiro Valente

http://wp.me/p2yZX9-8hsA

Este número do  REFERENCIAL, como habitualmente, tem excelentes textos. Esperamos, em breve, poder transcrever alguns deles.

.

Leave a Reply