NESTA SESSÃO DA NOITE – HOMENAGEM A ALMADA NEGREIROS

Prestamos hoje, nesta sessão da noite, uma pequena homenagem ao mestre Almada Negreiros, apresentando a entrevistaImagem1 que em 1969, no programa Zip-Zip, lhe fez Raúl Solnado e com a declamação do seu Manifesto Anti-Dantas pelo grande e saudoso actor Mário Viegas. Motivo de reflexão, para além das palavras de Almada Negreiros, é o facto de, há 43 anos, com índices de analfabetismo e de iliteracia muito superiores aos actuais, sob uma ditadura que via na cultura um dos seus principais inimigos, a televisão portuguesa  ter um programa como o Zip-Zip e, mais extraordinário eraa o facto de todo o País parar para o ver. O que aniquila a teoria de que os conteúdos abaixo-de-cão que nos dias de hoje preenchem as programações dos canais generalistas, não constituem uma exigência do público. Decorrem da decisão de dar lixo televisivo ao público, habituando-o a descer uma espiral de exigência que conduz aos patamares mais baixos da natureza da espécie. Aqueles em que as pulsões primárias, animais, prevalecem sobre os milhares de anos em que o homo sapiens tem tentado afastar-se do animal e ascender à condição humana.

Leave a Reply