REFLEXÕES SOBRE A MORTE DA ZONA EURO, SOBRE OS CAMINHOS SEGUIDOS NA EUROPA A CAMINHO DOS ANOS 1930

Uma viagem pelos países da Europa atingidos  pelo  escândalo  da carne de cavalo

Por Júlio Marques Mota

Uma peça dedicada ao meu amigo Gama, à sua égua, às crianças que a montaram

(CONTINUAÇÃO)

Parte VI

europe_pol_1993

Na Irlanda do Norte, o bofe de carne de cavalo  nos hospitais

Na Irlanda do Norte, o bife picado de carne de  cavalo foi distribuído nos  hospitais, anunciou sexta-feira a empresa responsável pelo fornecimento de carne às instituições de saúde nesta região. A organização Business Services Organisation (BSO) indicou que um lote fornecido por uma empresa da Irlanda do Norte tinha sido retirado do  circuito, sem especificar se uma parte tinha sido ou não  consumida.

Por outro lado, bares e hotéis do grupo Whitbread receberam igualmente pratos que apresentavam o ADN do cavalo. O grupo, que possui as cadeias Premier Inn, Beeefater Grill   e Brewers Fayre  indicaram  que os produtos em causa foram retirados dos menús  e não seriam substituídos até que fossem efectuados novos testes .

A Suécia e a Findus, no centro da  tempestade

A  8 de Fevereiro, o gigante sueco do  agro-alimentar  Findus recolhe os seus pratos individuais de lasanha sobrecongelada depois dos testes  mostraram até 100% de carne de cavalo.  As grandes cadeias de supermercados também recolheram   produtos do mesmo fornecedor, Comigel.

Na Noruega, a carne de cavalo nas lasanhas

 O  grupo norueguês de grande distribuição NorgesGruppen anunciou que na sexta-feira tinha  recebido a confirmação de que a carne de cavalo também foi encontrada em lasanhas vendidas   nas suas lojas pelo que estas embalagens foram   imediatamente retiradas das suas prateleiras

“NorgesGruppen recebeu uma confirmação no final do dia hoje, sexta-feira, 15 de Fevereiro, em que as lasanhas  (vendido sob o nome de marca)  First Price contêm carne de cavalo”,  informou  o grupo num seu  comunicado à imprensa, anunciando  assim o primeiro caso confirmado no país relativamente  à  fraude sobre a carne.

Na Áustria, a carne de cavalo não declarada nos tortelloni

Foram encontrados vestígios de carne de cavalo não declarado na “carne de carne tortelloni’ do industrial alemão Gusto GMBH, distribuídos  na Áustria pela cadeia alemã Lidl, que imediatamente anunciou a retirada do produto das suas prateleiras, informou  na sexta-feira a Agência austríaca para saúde e segurança alimentar (AGES). ” AGES   informa sobre pedido do  Ministério da Saúde que nos produtos  Tortelloni Rindfleisch, do industrial alemão Gusto GMBH, foi encontrada uma parte ” não declarada de carne de cavalo “, segundo um comunicado.

Carne de cavalo - IV

A AGES  está  ainda a  tentar determinar precisamente qual  esta parte da carne de cavalo presente nestes tortelloni. Em princípio deverá poder indicar na próxima  segunda-feira quais os resultados específicos dos seus testes . O produto era  comercializado na Áustria pela  nas lojas da cadeia alemã Lidl Austria GMBH

A Dinamarca procede a inquéritos quanto á  carne cavalo nas  pizzas

As autoridades de segurança alimentar na Dinamarca estão a investigar num matadouro que poderia ter introduzido a carne de cavalo   apresentada  como carne de vaca  e  destinada aos fabricantes de pizza, anunciou na sexta-feira o ministro responsável pela alimentação.

Mette Gjerskov declarou  na televisão pública  DR que após o reforço dos controlos sobre a carne  em resposta ao escândalo na Europa, inspectores da autoridade  alimentar tinham  descoberto uma empresa suspeita. “Há um matadouro em particular onde eles não estão convencidos de que estes tivessem separadamente guardado a carne de cavalo e a carne de vaca “, disse ela.

Mette Gjerskov indicou  que, portanto, foram levantadas   amostras,  neste  matadouro da Jutlândia (península do continente no oeste do país) cujo nome não foi precisado, bem como alguns dos seus clientes. Se se confirmar a presença de carne de cavalo em produtos de matadouro, seria a primeira fraude deste tipo descoberta na Dinamarca .

(continua)

Leave a Reply