EXPO-VIRTUAL – Às 14 horas, o primeiro quadro de Dorindo Carvalho

Imagem1

Sobre Dorindo Carvalho disse  CRUZEIRO SEIXAS

(…) tantas recordações ocorrem! Trata-se de uma vida! E a minha admiração vai cada vez mais para quem segue até ao fim um determinado caminho. Uma vida inteira é pouco para aprofundar uma ideia.

Conhecemo-nos em Angola, eu com a minha infinita sede de África e Dorindo obrigado àquela guerra fora do tempo, como todas as guerras aliás o são. Aquela guerra foi uma muito dura experiência, e embora distante no tempo nunca será demais referir hoje, na prevenção de qualquer outra que surja, apoiada, como sempre, nos «mais nobres princípios».

Da aprendizagem daquela guerra ou daquela África, ou por dom natural, há neste homem um lado humano que muito me toca. E no entanto devo esclarecer que, durante os já referidos longos anos desde que terminou a guerra, apenas duas ou três vezes nos encontrámos. Nem sequer acompanhei todas as suas exposições, mas sempre reconhecerei que se trata de um trabalho honesto, desculpando-me, pois a palavra caiu em desuso.

(…) poderei dizer que, se há algumas figuras acima de Dorindo no campo da pintura, igualmente se afirma muita gente enfeitada de genialidade.

(…) Neste tempo, absorvente, confesso a minha enormíssima confusão; me parece comovente que alguns saibam sem hesitação o que fazer em todos os momentos, estando como eu apinhados na extrema incomodidade desta falta de ESPAÇO para o silêncio e para a distância. Será necessário olhar com os olhos bem abertos para os que perfazem uma obra. Mas guardo a esperança de que em qualquer lugar, o mais obscuro, um génio nasça neste momento.


Leave a Reply