“A MULHER SUSTENTA METADE DO CÉU. NO DIA EM QUE ELA LARGA, TUDO RUI” por clara castilho

9349741_b7nUl

É este o tema do filme “MULHERES AFRICANAS – A REDE INVISÍVEL” do realizador brasileiro Carlos Nascimbeni, que a  Plataforma Portuguesa das ONGD e o Centro Regional de Informação das Nações Unidas (UNRIC) exibem, no dia  21 de Março pelas 18 horas, no Auditório da CPLP, Palácio Conde de Penafiel, Rua de S. Mamede (ao Caldas), nº 21, Lisboa.

0,,16657968_303,00

Este documentário apresenta a trajectória de lutas e conquistas históricas das mulheres africanas em diferentes países do continente. São retratadas não apenas mulheres líderes que se têm destacado em diferentes áreas, mas também as mulheres comuns, igualmente corajosas e vitoriosas nas suas lutas do dia-a-dia.

Conta com depoimentos de grandes líderes como Graça Machel, antiga esposa do presidente moçambicano e actual esposa de Nelson Mandela, Leymah Gbowee, Prémio Nobel da Paz liberiana, Sara Masasi, empresária da Tanzaania, Nadine Gordimer, Nobel da Literatura sul-africana  e Luisa Diogo, antiga primeira ministra de Moçambique.

O realizador brasileiro Carlos Nascimbeni explica: “A teia de acção das mulheres em África é uma que é feita no dia-a-dia, que não aparece, mas é a teia que, na verdade, sustenta o tecido social e determina muitas das relações.”

 O documentário de 80 minutos já passou pelo festival Dockanema, em Moçambique, e também pelo Festival de cinema do Rio.

 As histórias das cinco mulheres africanas vão continuar a ser contadas nas televisões de África.

Leave a Reply