OCTAVIO PAZ NASCEU EM 31 DE MARÇO DE 1914

Imagem1

Octavio Paz,  poeta e ensaísta mexicano, nasceu na Cidade do México em 1914. Entre outros, foram-lhe atribuídos os prémios Cervantes, em 1979, Alexis de Tocqueville, em 1989 e  o Nobel da Literatura, em 1990. Passou a infância nos Estados Unidos, em companhia da família. Ao regressar, estudou Direito na Universidade Nacional Autônoma do México. Viveu em Espanha, onde conviveu com diversos intelectuais, e também em Paris, no Japão e na Índia. Em 1945, ingressou no serviço diplomático mexicano. Em Paris, testemunhou e viveu o movimento surrealista, sofrendo grande influência de André Breton, de quem foi amigo. Desde Luna Silvestre, seu primeiro livro, de 1933, Octavio Paz publicou mais de vinte livros de poesia e numerosos ensaios de literatura, arte, cultura e política. Muitos de seus livros foram traduzidos em português. Grande admirador do nosso idioma, traduziu numa Antologia, publicada em 1984, poemas de Fernando Pessoa, a quem chamava o “desconhecido de si mesmo”. Em 1976 fundou a revista Plural e anos mais tarde a revista Vuelta. Foi um dos intelectuais mais importantes do México e um dos maiores poetas do mundo. Juntamente com Pablo Neruda e César Vallejo, Octavio Paz está no grupo dos grandes poetas latino-americanos cujas obras tivrame um forte impacto internacional. As suas antologias de poemas, em castelhano e em inglês, foram publicadas em 1988. Aqui deixamos um poema seu:

Primavera a la Vista

Pulida claridad de piedra diáfana,
lisa frente de estatua sin
memoria:
cielo de invierno, espacio reflejado
en otro más profundo y más
vacío.

El mar respira apenas, brilla apenas.
Se ha parado la luz entre
los árboles,
ejército dormido. Los despierta
el viento con banderas de
follajes.

Nace del mar, asalta la colina,
oleaje sin cuerpo que
revienta
contra los eucaliptos amarillos
y se derrama en ecos por el
llano.

El día abre los ojos y penetra
en una primavera
anticipada.
Todo lo que mis manos tocan, vuela.
Está lleno de pájaros el
mundo.

Leave a Reply