PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – A AUSTERIDADE MESTATIZA-SE.

banner_site_mayday

Enquanto se vai continuando, inclusivamente em Portugal, a insistir num consenso podre sobre a necessidade continuar o rumo de austeridade, começam a chegar doutros locais a Europa sinais de alarme por contágio do desemprego: de França chega a maior taxa de desemprego de sempre, com 3,2 milhões de desempregados. Entretanto, em Espanha, já são 6 milhões e 200 mil sem trabalho. A austeridade é o cancro dos povos europeus.

europa

O desemprego em França atingiu os 12%, enquanto que em Espanha está nos 27,3%. Em Portugal encontramos-nos entre os 22 e os 25% (taxa de desemprego real), com entre 1,2 e 1,5 milhões de desempregados. Chegamos a um paradigma da política da troika e da austeridade: a precarização, a flexibilização do trabalho criam um novo sistema social que pressiona salários e direitos para baixo, acompanhado por uma cavalgada rompante do desemprego.

Em Espanha e na Grécia há um colapso da sociedade, entre os jovens espanhóis o desemprego é de 57,2%, quase um milhão de pessoas. Na Grécia a taxa de desemprego é de 27,2%, com uma taxa de desemprego entre os jovens de 59,3%. A notícia do desemprego record em França chama a atenção para o contágio dessa verdadeira crise que destrói as populações – desemprego em massa, precariedade, miséria e desespero. E mostra que as políticas de austeridade estão a subir Europa acima, metastetizando-se e atacando todos os povos.

Os milhões por toda a Europa que são as vítimas do cancro da austeridade e dos seus efeitos mais claros – o desemprego e a precariedade – terão de tomar nas suas mãos a exigência de uma mudança política e social que defenda as populações ao invés dos credores internacionais, dos mercados e da troika. A rejeição deste rumo deve assentar numa saída democrática para a Europa e para os seus povos.

http://www.dinheirovivo.pt/Economia/Artigo/CIECO145003.html?page=0

http://www.publico.pt/economia/noticia/franca-atinge-recorde-de-32-milhoes-de-desempregados-1592568

Leave a Reply