1 Comment

  1. Este é um livro completamente diferente dos que estamos habituados a ler sobre a temática `DIABETES`, pode até parecer estranho, abram-no e leiam, até ao fim, será assim porque não vão conseguir fazê-lo de outro modo.
    Uma vez iniciada a leitura começamos a abrir a boca talvez arregalar os olhos, mas já fomos conquistados.
    Já pensei e disse muita coisa sobre o livro como por exemplo:

    1- Não vi lá nenhum dedo apontado para mim, nem para nenhum outro diabético
    2- É realmente uma forma inovador de pensar a diabetes
    3- É belo, original e foi escrito com uma enorme generosidade e sensibilidade
    4- As pessoas que participaram nesta obra foram escolhidas com visão e sabedoria
    5 – Eu estou lá, retratada, em várias páginas, ainda que o meu nome não aparece e vocês, diabéticos, meus companheiros nesta viagem também lá andam.
    6- Diz ainda que nós e os técnicos nos acompanham podemos olhar para esta questão de um modo mais suave, menos castrador. Mas atenção… nada de abusos, digo eu.
    7- É um livro que pode e deve ser lido por qualquer pessoa não apenas diabéticos e técnicos destas áreas.

    Se me visse perante a situação de ter que classificar este livro, como? Como o posso classificar? Este é um livro como alguns, ainda poucos, que ficam bem em tantas classificações.
    Se eu tivesse influência iria inclui-o no Plano Nacional de Leitura e recomendado para todas as faixas etárias.
    Que forma mais bela de apreciar arte, gastronomia, história. ciência e ainda saber que existe uma doença que se chama diabetes, que o açúcar sabe bem mas temos que ter cuidado com ele até porque não está só no pacote que compramos no supermercado.
    «As Pinturas de Josefa de Óbidos na Cozinha da Diabetes» pertence às pessoas que o tornaram possível, a todos nós, mas permitam-me destacar um nome «Francisco Sobral do Rosário» um médico que muitos de nós conhecemos ou deveríamos procurar conhecer.
    Dito isto nada mais me atrevo acrescentar.

    Clarisse Romão Peres
    Diabética e insulinodependente

Leave a Reply