Pentacórdio para Terça-feira, 7 de Maio

por Rui Oliveira

 

 

hate radio

   Dos vários acontecimentos culturais de alguma relevância nesta Terça-feira, 7 de Maio poderemos destacar, pela sua originalidade, aquele que se apresenta no Palco da Sala Principal do Maria Matos Teatro Municipal, às 21h30, com o apoio do Goethe-Institut e do Programa Cultura da EU (e que se repetirá a 8 e 9 de Maio no mesmo local e hora) : “Hate Radio”, uma nova iniciativa do colectivo IIPM – International Institute of Political Murder, com sede em Berlim.milo rau

   Com experiência desde 2007 na denúncia de acontecimentos históricos relevantes, esta é uma reconstituição fiel de uma emissão da popular estação de rádio ruandesa “Radio-Télévision Libre des Milles Collines” que, entre os êxitos de música pop e a cobertura de eventos desportivos, integrava comunicados políticos e apelos ao ódio racial que a tornam parcialmente responsável  pelo deflagrar dum conflito étnico latente entre a maioria hutu e a minoria tutsi no Ruanda e pelo espoletar dum genocídio sangrento que, em apenas três meses, terá (estima-se) levado ao assassinato de cerca de um milhão de indivíduos da etnia tutsi e ainda de milhares de hutus moderados (incluindo, em Abril de 1994, o abate do avião do presidente hutu Habyaruman durante a sua aterragem em Kigali).hate radio 1

   O texto e a direcção são do realizador suiço Milo Rau (foto), a dramaturgia e assistência conceptual de Jens Dietrich, o cenário e figurinos de Anton Lukas, a direcção de produção de Milena Kipfmüller, sendo intérpretes : Afazali Dewaele, Sébastien Foucault, Estelle Marion, Nancy Nkusi e Diogène Ntarindwa (Atome).

   Este é um excerto (falado em alemão e dobrado em francês) da representação daquele colectivo IIPM que já em 2009/10 reconstituira “The Last Hours of Elena and Nicolae Ceausescu” e em 2012/13 “The Moscow Processes”, ambos êxitos teatrais :

 

 

 

goya0   Indo ao cinema, prossegue no Auditório do Instituto Cervantes, às 18h30, o ciclo de Homenagem a Carlos Saura, com a exibição, neste caso, da película “Goya en Burdeos” (Espanha, 1999) com Francisco Rabal (Goya), José Coronado (Goya jovem), Dafne Fernández (Rosario), Eulalia Ramón (Leocadia) e Maribel Verdú (Duquesa de Alba) nos papéis principais.

   Sinopse :Goya en Burdeos 

   O genial pintor espanhol Francisco de Goya, já idoso, está exilado em Bordéus, fugindo da política opressiva do rei espanhol Fernando VII. Vive com Leocádia, uma mulher bem mais jovem do que ele, e a sua filha Rosario. Continua a pintar à noite, mas a sua mente volta uma e outra vez ao passado. Um passado menos amargo no qual a mulher da sua vida era a Duquesa de Alba, a Maja. Essas lembranças transplantar-se-ão para a sua obra e ele revê os quadros dos seus últimos anos…

   Esta é uma cena característica do filme :

 

 

 

 

   Há nesta Terça-feira, 7 de Maio, às 12h, no Museu Ciência Viva do Pavilhão do Conhecimento (Alameda dos Oceanos) um concerto de entrada livre por solistas da Metropolitana constituídos no Quarteto de Eufónios (Nuno Arraiano, Mário Delgado, António Marques e Pedro Frazão) que irá tocar de :

        Richard WagnerGrande marcha, da ópera “Tannhäuser”

        Nikolai Rimski-Korsakov Nocturno (arr. de Steven Mead)

        Frank D. CofieldFanfarra e Scherzo

        Fisher TullTrilogia canónica

 

   Como exemplo (de pouca qualidade) da execução por um quarteto semelhante do tema da Marcha Turca de Ludwig van Beethoven, ouça-se :

 

 

 

         filipa césar à esq_duet            eric baudelaire à esq_duet_installation 

   Quanto a exposições, encerra esta semana a 11 de Maio, a mostra existente na Galeria Cristina Guerra Contemporary Art (Rua de Santo António à Estrela, nº 33) com o título “Duet” que a sua curadora Carolina Grau esclarece no seu Comunicado à Imprensa :

rafael zarka à dir_duet   «Dueto é uma actividade realizada por duas pessoas intimamente ligadas. Cada um tem as suas próprias características, tocando a mesma melodia com diferentes tons, andamentos e ritmos. Duet é uma apresentação de obras vídeo específicas por dois artistas, criando um diálogo com suas semelhanças e diferenças, mudando durante cada dia da semana. Usando os dois diferentes espaços existentes na Galeria Cristina Guerra, um mais escuro e mais intimista e outro mais amplo para uma experiência mais cinematográfica, os diferentes diálogos desenrolam-se durante cada semana.

   Os cinco duetos exploram diferentes temas contemporâneos, tais como a combinação de pontos de vista documentais e subjectivos nos vídeos de Filipa César (cima à esq)(1975, Porto) e Lisa Tan (1973, Syracuse, Nova York), à Terça-feira; a sensualidade e o corpo feminino por Salma Cheddadi (1984, Casablanca) e Julião Sarmento (baixo à esq)(1948, Lisboa) à Quarta-feira; a influência da pintura e a sua manipulação por Jaume Pitarch (1963, Barcelona) e Rui Toscano (baixo à dir)(1970, Lisboa), à Quinta-feira; a montagem em filme de material de arquivo, relacionando figuras públicas ou espaços por Raphaël Zarka (à dir)(1977 Montpellier) e Duncan Campbell (1972, Dublin) à Sexta-feira; e a presença e a ausência de imagens por Eric Baudelaire (cima à dir)(1973, Salt-Lake City) e Pablo Pijnappel (1979, Paris), ao Sábado».

         julião sarmento à dir_duet_installation            rui toscano à dir_duet_installation

 

 

 

   Quanto a teatro, o FATAL (Festival Anual de Teatro Académico de Lisboa) celebra a sua 14ª edição entre esta Terça-feira 7 e o Sábado 25 de Maio, no Teatro da Politécnica e outros locais, com um programa pluridisciplinar com três categorias distintas : “Competição” , “Mais FATAL” e “FATAL Convida”.

 FATAL 2013 _email  Na “Competição” sobem ao palco 13 espectáculos nacionais de teatro universitário que estão a concurso, sempre às 21h30, no Teatro da Politécnica. Quanto à nova categoria “Mais FATAL”, será uma oportunidade para grupos que, não tendo sido seleccionados para a “Competição”, venham a Lisboa mostrar as suas mais recentes encenações. Nesta categoria estreiam nove espectáculos nacionais, às 19h, no mesmo local.

   Por fim, a categoria “FATAL Convida” inclui espectáculos de grupos nacionais e estrangeiros convidados a apresentar os seus trabalhos nesta edição.

   Após cada espectáculo, haverá sempre espaço para o debate e a reflexão com as habituais tertúlias, orientadas por especialistas da Academia e das Artes do Espectáculo.

   O FATAL 2013 reserva ainda outras surpresas e novidades, como p.ex. a vinda mais uma vez a Portugal do grupo Aula de Teatro Universitária “Maricastaña”, da Universidade de Vigo, que preparou uma performance especial para esta edição. Quanto à Residência Artística, com a coordenação e encenação de Susana Vidal e a criação de textos e o apoio à dramaturgia de Miguel Manso, dela resultará um espectáculo intitulado “O Tempo morto”, a ser apresentado no dia 9 de Maio, às 19h, no Teatro da Politécnica.

   Para a programação completa, consultar http://www.fatal.ul.pt/ 

 

 

 

   Por último nas conferências/debate, vai ter lugar, com início esta Terça-feira, 7 de Maio (e conclusão na Quarta, 8, das 9h às 18h), no Auditório 2 da Fundação Calouste Gulbenkian, a Conferência Internacional “Valuing Baby and Family Passion – Towards a Science of Happiness”.phpThumb_generated_thumbnailjpg

   A entrada é livre, estando limitada aos lugares disponíveis. A conferência terá tradução simultânea  .

   Especialistas nacionais e internacionais irão abordar temas diversos como: “Health and Education through Touchpoints – Best Evidence”, “Building Happiness Through Touchpoints”, “Epigenetics and the Development of Child Mental Health Disorders”, “Regulation for Love: The Mother-Infant Paradigm”. [ver Programa (pdf – 773 kb) ]

   Promovida pela Fundação Brazelton/Gomes-Pedro Para as Ciências do Bebé e da Família e pela Fundação Calouste Gulbenkian, conta com a parceria da Universidade de Lisboa e da Fundação Luso Americana para o Desenvolvimento. Destina-se à “formação qualificada e à divulgação das áreas científicas novas – as ciências do Bebé e da Família – na construção da autoconsciência da felicidade”.

 

 

 

(para as razões desta nova forma de Agenda ler aqui ; consultar a agenda de Domingo aqui)

 

 

 

 

1 Comment

Leave a Reply