RETRATOS, IMAGENS, SÍNTESE DOS EFEITOS DA CRISE DA ZONA EURO SOBRE CADA PAÍS

Selecção e tradução por Júlio Marques Mota

mapa itália

A Itália e a Primavera dos  Mágicos

Jean Pierinot

Enrico Letta e François HollandeUm governo do impossível

Está  feito. A Itália ia bater o recorde de um país que está sem governo. No dia  29 de  Abril, uma nova coligação  do governo, liderada por Enrico Letta (partido democrático – PD), foi aprovada  pelos deputados  italianos, que votaram na confiança ao governo por 453 votos contra 153. No Senado, em 310 senadores que participaram na votação, 233-votaram  ‘Sim’, 59 votaram ‘não’ e 18 abstiveram-se, anunciou o Presidente do Senado Pietro Grasso.

Enrico Letta e François Hollande Enrico et François : um novo período para o crescimento

No seu discurso aos parlamentares, Letta revelou alguns pontos-chave do seu programa: uma redução no custo do trabalho e a eliminação do imposto sobre a habitação  (IMU), duas medidas solicitadas pelos parceiros da coligação do Partido da Liberdade (PdL). Ele também deseja  abolir o financiamento público dos partidos. Uma tarefa difícil!Enrico Letta e François Hollande - III

Enrico Letta e François Hollande - II

Alfano, Berlusconi, Maroni: o fim de uma aliança ? O fim do financiamento dos partidos  

Se o passado de Letta ajuda a tranquilizar os seus  parceiros europeus, as suas afirmações em que diz que ‘ UE deve alterar estas políticas muito centradas sobre a  austeridade, que já não são suficientes’, irritaram profundamente o governo alemão e nomeadamente o ministro das finanças  Wolfgang Schäuble. Em Berlim, teme-se  que o novo governo alimente  o debate aberto na última semana pelas declarações do Presidente da Comissão Europeia José Manuel Barroso sobre os “limites de austeridade”.

Uma vitória para Berlusconi

Saído da cena política em Novembro de 2011, passado ao esquecimento por Mario Monti, rodeado por juízes em três processos no Tribunal de Milão (evasão fiscal, prostituição sobre  menores  e abuso de autoridade), le Cavaliere nunca mais  voltará a ser o que era , pensa-se.  Erro total.   Bastou uma  campanha eleitoral para que mais uma vez demonstre a  sua capacidade de se  bater quando ele está já encostado às cordas e a falar aos italianos.

Enrico Letta e François Hollande + AlfanoAlfano, n ° 2 do governo. O homem de  Berlusconi por quanto tempo?

A reeleição, no dia 20 de Abril,  de Giorgio Napolitano, já  muito velho  (87) como Presidente da República, a designação, no dia  24 de Abril l, do jovem (90(6)) Enrico Letta para a Presidência do Conselho, dão-lhe força. Berlusconi permitiu um e outro, e o seu partido, o Povo da Liberdade, faz agora parte da nova maioria direita-esquerda-centro, de que ele se  tornou um dos maiores accionistas. Não se aconselha  que o queiram atrapalhar pois pode dar cabo desta estrutura muito  frágil. “Eu apoio-te,  mas tu ajudas-me para que eu não acabe  na prisão. Caso contrário… “. “Berlusconi é incapaz de esconder a sua alegria”, observa Stefano Folli, editorialista do diário económico IL  Sole 24 ore. O jornal Il Giornale, dirigido pelo  seu irmão Paolo, não hesita em afirmar que “Berlusconi leva o país sobre os seus ombros”.

Um primeiro-ministro compatível com Berlusconi

Enrico Letta pertence à ala direita do Partido Democrata e veio da  extinta Democracia Católica. Ele é sobrinho de um membro do grupo de gente muito próxima  de Silvio Berlusconi, o que,  sem dúvida,  ajudou a permitir o nascimento desta coligação. Número 2 do PD, conseguiu assim formar um governo quase de unidade nacional.

Aquele que  atraiu quase um quarto do eleitorado italiano nas últimas eleições gerais, Beppe Grillo,  recusou-se  a participar nesta coligação de esquerda-direita. Anti-establishment e eurocéptico, Beppe Grillo continua a desferir os seus ataques contra a classe política tradicional. Na semana passada, ele atacou com virulência  o compromisso que tinha reconduzido à Presidência  Giorgio Napolitano,   por falta de outro candidato provável para se  chegar a consenso.

Enrico Letta e François Hollande + Grillo« A  caldeirada » de Grillo

No seu blog Beppe Grillo denuncia a “caldeirada ” que este governo significa, digno, na sua opinião,  da  “melhor bunga bunga’ (um termo que designou as festas de Berlusconi).

A Liga do Norte: contra-poder económico

Minoritário nas eleições legislativas, a liga do Norte teve a sua vingança nas eleições regionais no norte da Itália. Venceu  nas três regiões mais ricas do país, o Partido Autonomista surge já como um porta-voz perturbador. A Liga Norte  controla agora Piemonte, Lombardia e Veneto, ou seja,  quase 60% do PIB italiano. “O nosso projecto é construir uma macro-região do Norte capaz de lidar com a Roma para obter tudo o que queremos“, disse o seu líder e o novo Presidente da Lombardia, Roberto Maroni. Beppe Grillo pelo  movimento Cinque stelle e Roberto Maroni pela Liga  agora representam a oposição.

 Enrico Letta e François Hollande + MaroniEnrico Letta e François Hollande + Grillo II

Grillo et Maroni : A nova oposição

Para Letta, o mais difícil ainda está para vir. Em caso de falhanço  deste  governo de coligação  antinatural, os vencidos de hoje serão os vencedores de amanhã.

Jean Pierinot,    L’ITALIE ET LE PRINTEMPS DES MAGICIENS, texto disponível em :

http://metamag.fr/metamag-1315-L’ITALIE-ET-LE-PRINTEMPS-DES-MAGICIENS-Un-gouvernement-de-l’impossible.html

Leave a Reply