O BRAINSTORMING (continuação) – por António Mão de Ferro

Imagem1

Em artigo anterior abordámos a técnica do brainstorming, tendo-se então referido que a sua finalidade é a de estimular a criatividade, e que, para que ela se desenvolva com naturalidade, deve ser criado um clima que permita aos participantes exprimirem-se sem receio de serem criticados. Demos então enfase às regras, vamos agora falar da sua concretização e utilidade.

O grupo nomeará um dos elementos para tomar notas. Também poderá ser o animador a fazê-lo.

Os participantes dirão todas as ideias que lhe venham à cabeça, sobre o objeto para o qual se pretendem muitas ideias. Não é importante se elas são coerentes ou incoerentes, disparatadas ou não. O animador apenas deverá intervir se se aperceber de que não estão a ser registadas as ideias de algum elemento, se vir que o grupo se afasta do assunto ou que as regras não estão a ser cumpridas. Neste caso interromperá para dar enfase às regras e referir que se deve continuar com uma atmosfera propícia à participação espontânea.

O modo como se avaliam as ideias depende do objetivo que se pretende alcançar. Se apenas se pretende estimular a criatividade e mostrar a importância do brainstorming, a avaliação pode ser feita pelo próprio grupo.

Se a abordagem ao assunto foi solicitada por uma instituição que não tem qualquer relação com os elementos que produziram as ideias, elas podem ser enviadas para quem as solicitou para que seja feita uma escolha, ou poderá optar-se por uma solução intermédia e enviar apenas parte dos resultados.

O brainstorming desenvolve a capacidade para produzir ideias novas e soluções diferentes das habituais. Ajuda a superar o conformismo, a estereotipia, a rotina e a indiferença.

Através da sua utilização é possível demonstrar que as pessoas conseguem encontrar múltiplas soluções e que é sempre possível encontrar uma melhor.

Esta técnica desenvolve a flexibilidade mental, estimula a relação espontânea e livre no grupo e produz alegria e bem-estar durante e após a sessão.

http://www.nova-etapa.pt

1 Comment

Leave a Reply