SIMON GUSH, UM DAS ARTISTAS DA EXPOSIÇÃO “ARTISTAS COMPROMETIDOS? TALVEZ” por Clara Castilho

Já aqui falámos da exposição patente na Fundação Gulbenkian até dia 7 de Setembro, “Artistas Comprometidos? Talvez”. Está Integrada no programa de Cultura Contemporânea, Futuro Próximo, dedicado à investigação e criação na Europa, em África, na América Latina e Caraíbas. Iremos falar de alguns dos artistas que a compõem.

Hoje, cabe a vez a Simon Gush. É sul africano, trabalha com multimédia, performance, fotografia e objectos encontrados, numa pesquisa constante. Inspira-se em textos, filmes, música clássica e cultura popular.

 6-Still-Gush-Sunday_light

Afirma: “O meu interesse é facilitar e ajudar a construir um caminho de comunicação  à volta de políticos e como nós vivemos a sociedade. Para mim, há muito espaço para diferentes formas de investigação, a minha prática tem sido sempre ligada a um sentimento de responsabilidade de fazer parte ou de estimular algum diálogo”.

Particularmente interessado na história dos movimentos trabalhistas do seu país, procura que a sua obra reflecta a época de transição que a África do Sul atravessa. Questões políticas e preocupações sociais definem a complexidade do seu trabalho.

No filme apresentado, o artista observa o centro da cidade de Joasnesburgo, num domingo, um dia de não-trabalho.

 

Leave a Reply