SERRA LEOA – UM PAÍS DA ÁFRICA OCIDENTAL – por João Machado

geo2

Map_of_West_AFrica
Obrigado a Mondo Magic e à Wikipedia

A Serra Leoa é um país da África Ocidental, limitado a norte e a oriente pela Guiné-Conacri, e a ocidente pelo oceano Atlântico.  Tem cerca de 71.740 quilómetros quadrados de superfície, e a sua população está estimada em mais de 6 milhões de habitantes. Tem zonas de floresta, savana, mangal e de montanha. A capital é Freetown, que conta actualmente com mais de um milhão de habitantes, e fica nas margens do Rio de Serra de Leoa, cujo estuário tem potencial para abrigar um dos maiores portos de água profunda do mundo. O clima é tropical, com a estação húmida de Maio a Novembro. Durante o resto do ano sente-se a influência do Sahara, com temperaturas mais baixas e chegando a sentir-se um vento forte, o harmattan. O nome do país é a designação que os portugueses lhe deram, quando ali chegaram no século XV. Cerca de 1460 uma expedição comandada por Pedro (ou Pero?) Cintra terá ali chegado. Discute-se se lhe terão dado o nome Serra Leoa devido à forma das montanhas que rodeiam o local onde hoje se situa a capital, ou por causa do grande estrondo do mar a bater nos rochedos. Os ingleses chamam-lhe Sierra Leone por influência espanhola. Após os portugueses, holandeses e ingleses procuraram o local, para fins de comércio, com destaque para o tráfico de escravos.

Sierra_Leone-Mappa

O povoamento da Serra Leoa ascende a pelo menos mil anos antes da nossa era, havendo elementos que indicam que na altura já ali se praticava a agricultura e trabalhava o ferro. Apesar das densas florestas e dos pântanos que cobriam a região, esta foi povoada por numerosas vagas de imigrantes, vindos de outras partes do continente, talvez sob pressão do império do Mali, e pela expansão do Islão. Hoje existem ali 16 diferentes grupos étnicos, cada um com língua e costumes próprios. Os principais são os Temne e os Mende. Entretanto, nos séculos XVIII e XIX fixaram-se na Serra Leoa numerosos emigrantes, que tinham sido escravos em Inglaterra e nos Estados Unidos e que tinham sido libertados, devido à acção dos movimentos anti-esclavagistas, ou libertados pelos seus proprietários britânicos, após a independência norte-americana. Houve várias iniciativas como a da criação da Province of Freedom, em 1787, que visava o estabelecimento de 400 negros pobres que viviam em Londres, ou a da Colónia de Freetown, por oriundos de Nova Scotia, no Canadá, onde se tinham fixado vários de descendentes de africanos que  queriam permanecer ligados à coroa britânica. Os elementos que actualmente integram a etnia Criole serão descendentes destes regressados da América do Norte.

646px-Province_of_Freedom
Looking north to Bullom Shore, de Voyage to the River Sierra-Leone, de John Mathews, 1788. Obrigado a Leuthe e á Wikipedia

Hoje em dia, grande parte da população ainda pratica uma agricultura de subsistência. O arroz é o principal produto. Mas a exploração mineira, com relevo para os diamantes, constitui uma grande fonte de rendimento para o país. Produz-se também ouro e minerais Mas as rivalidades de carácter étnico e os problemas derivados da oposição entre o interior do país, que viveu em regime de protectorado desde 1924 até à independência, em 1960, e a parte costeira, que inclui Freetown e o território junto ao mar, provocaram desequilíbrios que, associados à corrupção muito grande, levaram a conflitos graves que culminaram na guerra civil que decorreu entre 1991 e 2002. Esta causou mais de 50 000 mortos, grande número de refugiados, grande destruições nas infraestruturas e a intervenção das Nações Unidas. Presentemente a Serra Leoa debate-se com a epidemia da ébola, que já provocou milhares de vítimas. É um país que merece ser conhecido e muito apoiado.

________

Veja mais em:

http://www.everyculture.com/Sa-Th/Sierra-Leone.html

http://books.google.pt/books?id=B5RxmwC6aNwC&pg=PA1&dq=Political+Change+in+a+West+African+State:+A+Study+of+the+Modernization+Process+in+Sierra+Leone&source=gbs_toc_r&redir_esc=y#v=onepage&q=Hut%20tax%20war%20&f=false

http://www.statehouse.gov.sl/

1 Comment

Leave a Reply