EDITORIAL: OS JOVENS TÊM OU NÃO CONDIÇÕES PARA VIVER NESTE PAÍS?

Catarina Salgueiro Maia veio recolocar a questão que os jovens têm neste logo editorialpaís, durante um jantar em Luxemburgo, de homenagem ao capitão de Abril, organizado 41 anos após o dia em que seu pai tão importante papel teve no quartel do Carmo, quando afirmou que ali tinha chegado em 2011, “o ano em que o primeiro-ministro aconselhou a ganhar experiência no estrangeiro”.

 Pode ler-se em vários jornais a discussão à volta do facto de ela ter ido antes ou depois, mais mês menos mês, a discussão à volta dos termos que utilizou… O que subjaz é o facto de não ter encontrado no país onde nasceu as condições necessárias para sobreviver e dar a seu filho a assistência na saúde que requer.

Sente-se, agora, obrigada a justificar-se pelo uso da “ironia”, a admitir que se exprimiu mal. Alerta, no entanto, para a situação do país, considerando “que os governos em geral não valorizam os jovens que têm e a população em geral”. Está, também, a ser vítima de críticas nas redes sociais, com acusações de que quer ter privilégios por ser filha de quem é!

E, mais uma vez vem à baila o facto de lhe ter sido recusada uma pensão a Salgueiro Maia, em 1988, sob o governo de Cavaco Silva, tendo sido depois atribuída a dois antigos inspetores da PIDE. Este é, sem dúvida, um triste episódio da nossa história, e que muito diz sobre quem tais decisões tomou.

1 Comment

Leave a Reply