MENINA DE 12 ANOS, SURDA-MUDA, FOI VIOLADA PELO PADRASTO por Luísa Lobão Moniz

olhem para  mim

Diz-se que este século é o século da Criança.

Pois bem, a criança tornou-se visível é, agora, um ser com especificidades, com o seu saber, com o seu afecto, é vista pela sociedade como alguém que necessita de ser amada e protegida.

A Convenção dos Direitos da Criança, Os Direitos Humanos foram aprovados para que todos tivessem uma vida boa.

Esta menina não foi capaz de dizer a alguém que o padrasto lhe fazia mal. Não foi capaz, não por ser surda muda, não foi capaz como as crianças que ouvem e falam também não são capazes.

Ser violentado, violado causa na criança um terror permanente, um choro sufocante, a sensação de ter um corpo que nada vale, só serve para sentir dores.

Quando o adulto se aproxima, para lhe fazer mal, as lágrimas ficam dentro dos olhos. Tem medo que a vejam chorar, tem medo da aproximação daquele adulto porque muitas vezes é humilhada pelo agressor que, maldosamente, faz com que a auto-estima já nem se veja.

Quanto mais medo a criança tiver, mais submissa fica.

Quanto mais submissa, mais silenciosa.

Quanto mais silenciosa, mais desrespeitada é. Já nada a faz ser feliz, a não ser quando está sozinha, e aí pergunta às suas nódoas negras, aos vergões que tem nas costas, às dores que sente no seu sexo, porque é que a sua mãe não a defende.

E as dores respondem que a mãe também tem medo do agressor.

E as nódoas negras respondem-lhe que vão desaparecer do seu corpinho, mas que vão ficar dentro das suas lágrimas.

E os vergões dizem-lhe que ela deve contar a um adulto, com quem tenha criado vínculos afectivos,  o quanto está a sofrer.

A criança não sabe se a mãe tem conhecimento, mas o que sabe, é que, se calhar a culpa é dela.

Culpa de quê? De estar ali?

A criança é uma lutadora, pois como é que um corpo tão pequenino consegue aguentar tamanha crueldade?

Afinal este século não é o século das crianças.

As sociedades deveriam ter vergonha de saberem que algumas das nossas criança estejam a ser maltratadas e partir do princípio que o agressor até é simpático, e partir do princípio que a criança pode estar a mentir. Mentir é fazer com que as pessoas o considerem simpático e ser capaz de violar uma criança!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: