No dia em que apresentámos 43 medidas de combate à precariedade e desemprego, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico, organização que reúne alguns dos países mais ricos do mundo, revela que no espaço dos 34 países que a compõe, nos últimos 18 anos, mais de metade dos empregos criados são part-times, contratos a prazo e “independente”, como os recibos verdes. A transformação do mundo do Trabalho é o motor da crescente desigualdade social por todo o planeta.

race-to-the-bottom

A precariedade, motor da desigualdade, significa que na zona da OCDE os 10 por cento mais ricos têm salários 10 vezes superiores aos 10 por cento mais pobres. A OCDE aponta mesmo as condições de trabalho como este motor, referindo que  “Entre 1995 e 2013, mais de metade de todos os empregos criados nos países da OCDE eram de uma destas categorias (part-times, contratos a prazo ou trabalho independente)” e referindo que os 40% dos jovens que não estão no desemprego têm empregos “atípicos”.

“Atingimos um ponto crítico. As desigualdades nos países da OCDE nunca foram tão altas desde que há dados“, disse o secretário-geral da OCDE, Angel Gurría.

facebooktwittergoogle_plusredditlinkedintumblrmailby feather

________

Ver original em:

http://www.precarios.net/?p=12541