Posts Tagged: ocde

COSTA FAZ GRANDES DECLARAÇÕES SOBRE A IMPORTÂNCIA DO INVESTIMENTO NA EDUCAÇÃO, MAS DEPOIS CORTA NO ORÇAMENTO E NA RIQUEZA CRIADA NO PAÍS APLICADA NA EDUCAÇÃO PARA APRESENTAR UM ORÇAMENTO EM 2020 COM SALDO POSITIVO – por EUGÉNIO ROSA

A DESPESA PÚBLICA COM EDUCAÇÃO É INFERIOR À MÉDIA DOS PAÍSES DA OCDE E DA U.E. Gráfico 1 – Despesas com a educação em percentagem da despesa pública nos países das OCDE Quadro 1 – A despesa em Portugal do

COSTA FAZ GRANDES DECLARAÇÕES SOBRE A IMPORTÂNCIA DO INVESTIMENTO NA EDUCAÇÃO, MAS DEPOIS CORTA NO ORÇAMENTO E NA RIQUEZA CRIADA NO PAÍS APLICADA NA EDUCAÇÃO PARA APRESENTAR UM ORÇAMENTO EM 2020 COM SALDO POSITIVO – por EUGÉNIO ROSA

A DESPESA PÚBLICA COM EDUCAÇÃO É INFERIOR À MÉDIA DOS PAÍSES DA OCDE E DA U.E. Gráfico 1 – Despesas com a educação em percentagem da despesa pública nos países das OCDE Quadro 1 – A despesa em Portugal do

A responsabilidade da esquerda na trajetória de ascensão do neoliberalismo – algumas grelhas de leitura – 6. A leitura de François Ruffin – A semana em que a esquerda virou à direita (2/2)

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 6. A semana em que a esquerda virou à direita (2/2) Por François Ruffin Publicado por jornal , em 30 de junho de 2016 _______________________________ Nota do editor: este texto é a edição

A responsabilidade da esquerda na trajetória de ascensão do neoliberalismo – algumas grelhas de leitura – 6. A leitura de François Ruffin – A semana em que a esquerda virou à direita (2/2)

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 6. A semana em que a esquerda virou à direita (2/2) Por François Ruffin Publicado por jornal , em 30 de junho de 2016 _______________________________ Nota do editor: este texto é a edição

A responsabilidade da esquerda na trajetória de ascensão do neoliberalismo – algumas grelhas de leitura – 6. A leitura de François Ruffin – A semana em que a esquerda virou à direita (1/2)

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 6. A semana em que a esquerda virou à direita (1/2) Por François Ruffin Publicado por jornal , em 30 de junho de 2016 _______________________________ Nota do editor: este texto é a edição

A responsabilidade da esquerda na trajetória de ascensão do neoliberalismo – algumas grelhas de leitura – 6. A leitura de François Ruffin – A semana em que a esquerda virou à direita (1/2)

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota 6. A semana em que a esquerda virou à direita (1/2) Por François Ruffin Publicado por jornal , em 30 de junho de 2016 _______________________________ Nota do editor: este texto é a edição

A responsabilidade da esquerda na trajetória de ascensão do neoliberalismo – algumas grelhas de leitura – 5. A leitura de Rawi Abdelal – O consenso de Paris: a França e as regras da finança mundializada (4/4)

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota _______________________________ Nota do editor: este texto é a edição revista do texto que foi publicado em A Viagem dos Argonautas entre os dias 30 de junho e 6 de julho de 2017, integrado

A responsabilidade da esquerda na trajetória de ascensão do neoliberalismo – algumas grelhas de leitura – 5. A leitura de Rawi Abdelal – O consenso de Paris: a França e as regras da finança mundializada (4/4)

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota _______________________________ Nota do editor: este texto é a edição revista do texto que foi publicado em A Viagem dos Argonautas entre os dias 30 de junho e 6 de julho de 2017, integrado

A responsabilidade da esquerda na trajetória de ascensão do neoliberalismo – algumas grelhas de leitura – 5. A leitura de Rawi Abdelal – O consenso de Paris: a França e as regras da finança mundializada (3/4)

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota _______________________________ Nota do editor: este texto é a edição revista do texto que foi publicado em A Viagem dos Argonautas entre os dias 30 de junho e 6 de julho de 2017, integrado

A responsabilidade da esquerda na trajetória de ascensão do neoliberalismo – algumas grelhas de leitura – 5. A leitura de Rawi Abdelal – O consenso de Paris: a França e as regras da finança mundializada (3/4)

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota _______________________________ Nota do editor: este texto é a edição revista do texto que foi publicado em A Viagem dos Argonautas entre os dias 30 de junho e 6 de julho de 2017, integrado

A responsabilidade da esquerda na trajetória de ascensão do neoliberalismo – algumas grelhas de leitura – 5. A leitura de Rawi Abdelal – O consenso de Paris: a França e as regras da finança mundializada (2/4)

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota _______________________________ Nota do editor: este texto é a edição revista do texto que foi publicado em A Viagem dos Argonautas entre os dias 30 de junho e 6 de julho de 2017, integrado

A responsabilidade da esquerda na trajetória de ascensão do neoliberalismo – algumas grelhas de leitura – 5. A leitura de Rawi Abdelal – O consenso de Paris: a França e as regras da finança mundializada (2/4)

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota _______________________________ Nota do editor: este texto é a edição revista do texto que foi publicado em A Viagem dos Argonautas entre os dias 30 de junho e 6 de julho de 2017, integrado

A responsabilidade da esquerda na trajetória de ascensão do neoliberalismo – algumas grelhas de leitura – 5. A leitura de Rawi Abdelal – O consenso de Paris: a França e as regras da finança mundializada (1/4)

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota _______________________________ Nota do editor: este texto é a edição revista do texto que foi publicado em A Viagem dos Argonautas entre os dias 30 de junho e 6 de julho de 2017, integrado

A responsabilidade da esquerda na trajetória de ascensão do neoliberalismo – algumas grelhas de leitura – 5. A leitura de Rawi Abdelal – O consenso de Paris: a França e as regras da finança mundializada (1/4)

Seleção e tradução de Júlio Marques Mota _______________________________ Nota do editor: este texto é a edição revista do texto que foi publicado em A Viagem dos Argonautas entre os dias 30 de junho e 6 de julho de 2017, integrado

ASSOCIAÇÃO DE COMBATE À PRECARIEDADE – PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – TAXA DE EMPREGO SUBIU PARA OS 67,6% NOS PAÍSES DA OCDE E EM PORTUGAL CRESCEU 0,6 PP PARA OS 67,3%

18 de Outubro de 2017 A OCDE lançou esta terça-feira as suas estatísticas do emprego para o segundo semestre de 2017 e, de acordo com os dados, o emprego acelerou 0,2 pontos percentuais (p.p.) face ao primeiro semestre de 2016

ASSOCIAÇÃO DE COMBATE À PRECARIEDADE – PRECÁRIOS INFLEXÍVEIS – TAXA DE EMPREGO SUBIU PARA OS 67,6% NOS PAÍSES DA OCDE E EM PORTUGAL CRESCEU 0,6 PP PARA OS 67,3%

18 de Outubro de 2017 A OCDE lançou esta terça-feira as suas estatísticas do emprego para o segundo semestre de 2017 e, de acordo com os dados, o emprego acelerou 0,2 pontos percentuais (p.p.) face ao primeiro semestre de 2016

DO FILME “EU, DANIEL BLAKE” À MENTIRA INSTITUCIONALIZADA QUE NOS É IMPINGIDA A PARTIR DAS INSTITUIÇÕES QUE (DES) GOVERNAM O MUNDO – UMA SÉRIE DE TRÊS ARTIGOS organizada por JÚLIO MARQUES MOTA – 3. É POBRE A FICÇÃO LITERÁRIA PRODUZIDA PELA OCDE – ESTA INSTITUIÇÃO DEVE SER DESMANTELADA – por BILL MITCHELL

  Selecção e tradução de Júlio Marques Mota. Revisão de Francisco Tavares. Artigo terceiro. É pobre a ficção literária produzida pela OCDE – esta instituição deve ser desmantelada Bill Mitchell, Poor fiction from the OECD – the organisation should be abolished Billy

DO FILME “EU, DANIEL BLAKE” À MENTIRA INSTITUCIONALIZADA QUE NOS É IMPINGIDA A PARTIR DAS INSTITUIÇÕES QUE (DES) GOVERNAM O MUNDO – UMA SÉRIE DE TRÊS ARTIGOS organizada por JÚLIO MARQUES MOTA – 3. É POBRE A FICÇÃO LITERÁRIA PRODUZIDA PELA OCDE – ESTA INSTITUIÇÃO DEVE SER DESMANTELADA – por BILL MITCHELL

  Selecção e tradução de Júlio Marques Mota. Revisão de Francisco Tavares. Artigo terceiro. É pobre a ficção literária produzida pela OCDE – esta instituição deve ser desmantelada Bill Mitchell, Poor fiction from the OECD – the organisation should be abolished Billy

NO CORAÇÃO DAS TREVAS, AS GRANDES INSTITUIÇÕES INTERNACIONAIS, E NÓS À PROCURA DA LUZ AO FUNDO DO TÚNEL COMO SAÍDA PARA A CRISE? IMPOSSÍVEL – 8. A OCDE JUNTA-SE NA CORRIDA AOS QUE DEFENDEM A EXPANSÃO FISCAL – POR ENQUANTO, PELO MENOS [1] – IV

Uma série sobre o caminho da agonia do capitalismo Selecção, tradução e notas por Júlio Marques Mota. Revisão de Flávio Nunes. A OCDE junta-se na corrida aos que defendem a expansão fiscal – por enquanto, pelo menos Bill Mitchell, A OCDE

NO CORAÇÃO DAS TREVAS, AS GRANDES INSTITUIÇÕES INTERNACIONAIS, E NÓS À PROCURA DA LUZ AO FUNDO DO TÚNEL COMO SAÍDA PARA A CRISE? IMPOSSÍVEL – 8. A OCDE JUNTA-SE NA CORRIDA AOS QUE DEFENDEM A EXPANSÃO FISCAL – POR ENQUANTO, PELO MENOS [1] – IV

Uma série sobre o caminho da agonia do capitalismo Selecção, tradução e notas por Júlio Marques Mota. Revisão de Flávio Nunes. A OCDE junta-se na corrida aos que defendem a expansão fiscal – por enquanto, pelo menos Bill Mitchell, A OCDE

NO CORAÇÃO DAS TREVAS, AS GRANDES INSTITUIÇÕES INTERNACIONAIS, E NÓS À PROCURA DA LUZ AO FUNDO DO TÚNEL COMO SAÍDA PARA A CRISE? IMPOSSÍVEL – 8. A OCDE JUNTA-SE NA CORRIDA AOS QUE DEFENDEM A EXPANSÃO FISCAL – POR ENQUANTO, PELO MENOS [1] – III

Uma série sobre o caminho da agonia do capitalismo Selecção, tradução e notas por Júlio Marques Mota. Revisão de Flávio Nunes.  A OCDE junta-se na corrida aos que defendem a expansão fiscal – por enquanto, pelo menos Bill Mitchell, A OCDE

NO CORAÇÃO DAS TREVAS, AS GRANDES INSTITUIÇÕES INTERNACIONAIS, E NÓS À PROCURA DA LUZ AO FUNDO DO TÚNEL COMO SAÍDA PARA A CRISE? IMPOSSÍVEL – 8. A OCDE JUNTA-SE NA CORRIDA AOS QUE DEFENDEM A EXPANSÃO FISCAL – POR ENQUANTO, PELO MENOS [1] – III

Uma série sobre o caminho da agonia do capitalismo Selecção, tradução e notas por Júlio Marques Mota. Revisão de Flávio Nunes.  A OCDE junta-se na corrida aos que defendem a expansão fiscal – por enquanto, pelo menos Bill Mitchell, A OCDE

NO CORAÇÃO DAS TREVAS, AS GRANDES INSTITUIÇÕES INTERNACIONAIS, E NÓS À PROCURA DA LUZ AO FUNDO DO TÚNEL COMO SAÍDA PARA A CRISE? IMPOSSÍVEL – 8. A OCDE JUNTA-SE NA CORRIDA AOS QUE DEFENDEM A EXPANSÃO FISCAL – POR ENQUANTO, PELO MENOS [1] – II

Uma série sobre o caminho da agonia do capitalismo Selecção, tradução e notas por Júlio Marques Mota. Revisão de Flávio Nunes.  A OCDE junta-se na corrida aos que defendem a expansão fiscal – por enquanto, pelo menos Bill Mitchell, A OCDE

NO CORAÇÃO DAS TREVAS, AS GRANDES INSTITUIÇÕES INTERNACIONAIS, E NÓS À PROCURA DA LUZ AO FUNDO DO TÚNEL COMO SAÍDA PARA A CRISE? IMPOSSÍVEL – 8. A OCDE JUNTA-SE NA CORRIDA AOS QUE DEFENDEM A EXPANSÃO FISCAL – POR ENQUANTO, PELO MENOS [1] – II

Uma série sobre o caminho da agonia do capitalismo Selecção, tradução e notas por Júlio Marques Mota. Revisão de Flávio Nunes.  A OCDE junta-se na corrida aos que defendem a expansão fiscal – por enquanto, pelo menos Bill Mitchell, A OCDE

NO CORAÇÃO DAS TREVAS, AS GRANDES INSTITUIÇÕES INTERNACIONAIS, E NÓS À PROCURA DA LUZ AO FUNDO DO TÚNEL COMO SAÍDA PARA A CRISE? IMPOSSÍVEL – 8. A OCDE JUNTA-SE NA CORRIDA AOS QUE DEFENDEM A EXPANSÃO FISCAL – POR ENQUANTO, PELO MENOS [1] – I

Uma série sobre o caminho da agonia do capitalismo Selecção, tradução e notas por Júlio Marques Mota. Revisão de Flávio Nunes.  A OCDE junta-se na corrida aos que defendem a expansão fiscal – por enquanto, pelo menos[1]   Bill Mitchell, A

NO CORAÇÃO DAS TREVAS, AS GRANDES INSTITUIÇÕES INTERNACIONAIS, E NÓS À PROCURA DA LUZ AO FUNDO DO TÚNEL COMO SAÍDA PARA A CRISE? IMPOSSÍVEL – 8. A OCDE JUNTA-SE NA CORRIDA AOS QUE DEFENDEM A EXPANSÃO FISCAL – POR ENQUANTO, PELO MENOS [1] – I

Uma série sobre o caminho da agonia do capitalismo Selecção, tradução e notas por Júlio Marques Mota. Revisão de Flávio Nunes.  A OCDE junta-se na corrida aos que defendem a expansão fiscal – por enquanto, pelo menos[1]   Bill Mitchell, A

EDITORIAL –  HORAS DE TRABALHO E PRODUÇÃO

As diferenças de opinião sobre se se deve trabalhar mais ou menos horas são grandes e a fundamentação  dessas diferenças de opinião não é fácil. Em tempos ouvia-se dizer que era bom trabalhar menos horas, que assim possibilitava-se a criação

EDITORIAL –  HORAS DE TRABALHO E PRODUÇÃO

As diferenças de opinião sobre se se deve trabalhar mais ou menos horas são grandes e a fundamentação  dessas diferenças de opinião não é fácil. Em tempos ouvia-se dizer que era bom trabalhar menos horas, que assim possibilitava-se a criação

NA GRÉCIA O RENDIMENTO DISPONÍVEL REDUZ-SE A UM RITMO QUE É O DOBRO DA REDUÇÃO DO PIB – por ILIAS BELLOS

Selecção, tradução e montagem por Júlio Marques Mota Na Grécia o rendimento disponível reduz-se a um ritmo que é o dobro da redução do PIB ILIAS BELLOS, Disposable income shrinks twice as fast as GDP Ekathimerini.com, 22 de Novembro de 2015

NA GRÉCIA O RENDIMENTO DISPONÍVEL REDUZ-SE A UM RITMO QUE É O DOBRO DA REDUÇÃO DO PIB – por ILIAS BELLOS

Selecção, tradução e montagem por Júlio Marques Mota Na Grécia o rendimento disponível reduz-se a um ritmo que é o dobro da redução do PIB ILIAS BELLOS, Disposable income shrinks twice as fast as GDP Ekathimerini.com, 22 de Novembro de 2015