A COLUNA DE OCTOPUS – ANGOLA: UMA DITADURA TOLERADA PELO OCIDENTE

octopus1

José Eduardo dos Santos

O presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, tornou-se presidente sem nunca ter sido eleito. Controla as forças armadas, o governo, a polícia e nomeia os principais juízos.

Um presidente omnipotente.

Delfim de Agostinho Neto, este um déspota discreto, tem o apoio (por enquanto) do Ocidente, aposta na riqueza do proveniente do petróleo e nos diamantes, tornando o seu país num país que enriquece a sua esfera política e familiar, quando a grande maioria da população vive no limiar da pobreza.

Mais de metade da população não tem acesso a água potável e uma criança em cada seis morre antes dos cinco anos de idade.

A corrupção é moeda corrente, como em muitos países africano, entre 1997 e 2002 mais de 4 mil milhões, provenientes do petróleo, simplesmente desapareceram das contas do Estado.

José Eduardo dos Santos - II

A omertà angolana.

Exemplo da corrupção e da “família”, Isabel dos Santos, filha de José Eduardo dos Santos, vive uma vida obscura entre os seus negócios de Angola e as suas estadias em Portugal e Londres.

Contrariamente ao que se podia pensar, Isabel dos Santos não vive uma vida mundana, raramente frequenta hotéis de luxo, apenas se contenta de investir em países e empresas “em saldo”. Portugal e também Espanha estão na sua mira.

A única “loucura” de Isabel  dos Santos é o ressort glamour o “Miami Beach Club” inaugurado na Ilha de Luanda, tendo-se tornado num must nas noites de Luanda.

Apesar de tudo, em Lisboa tem um apartamento no centro da cidade e escritórios na Avenida da Liberdade, em Londres tem um escritório em Chelsea junto à celebre King’s Road.

 

(L to R) Libyan Leader Moamer Kadhafi, Angolan President Jose Eduardo dos Santos, Egyptian President Hosni Mubarak, Senegalese President Abdoulaye Wade and Brazilian President Luiz Inacio Lula da Silva are pictured after a meeting of the Group of Eight (G8) and participating African countries during the G8 summit in L'Aquila, in central Italy, on July 10, 2009. G8 leaders, including an Africa-bound Barack Obama, vowed today to stand by the world's poor despite the downturn, unveiling a 15 billion dollar boost for food production. AFP PHOTO / STEPHANE DE SAKUTIN (Photo credit should read STEPHANE DE SAKUTIN/AFP/Getty Images)
(L to R) Libyan Leader Moamer Kadhafi, Angolan President Jose Eduardo dos Santos, Egyptian President Hosni Mubarak, Senegalese President Abdoulaye Wade and Brazilian President Luiz Inacio Lula da Silva are pictured after a meeting of the Group of Eight (G8) and participating African countries during the G8 summit in L’Aquila, in central Italy, on July 10, 2009. G8 leaders, including an Africa-bound Barack Obama, vowed today to stand by the world’s poor despite the downturn, unveiling a 15 billion dollar boost for food production. AFP PHOTO / STEPHANE DE SAKUTIN (Photo credit should read STEPHANE DE SAKUTIN/AFP/Getty Images)

Um regime a prazo…

Em Angola, não é propriamente a ditadura que é um problema, mas sim as pessoas que a protegem. Existe uma enorme teia de interesses em torno da “grande família” do poder.

Em África, só uma ditadura está à mais tempo no poder: a de Teodoro Obiang Nguema, da Guiné Equatorial.

A recente prisão de jovens activistas, dos quais Luaty Beirão, é prova que o sistema democrático não funciona e mais tarde ou mais cedo (mais cedo do que tarde) irá cair.

Só faltam os países ocidentais deixarem cair o “amigo” angolano que irá ter o mesmo destino de outros amigos ocidentais, tais como Gaddafi ou Saddam Hussein, quando este já não serviam os seus interesses.

Os poucos que falam contra o regime afirmam premonitoriamente: “o facto de ainda estar vivo, é a prova que democracia funciona em Angola”.

About joaompmachado

Nome completo: João Manuel Pacheco Machado

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: